Pernambuco: Vereadores são investigados pelos crimes de peculato e associação criminosa

Vereadores da Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana, são investigados pelos crimes de peculato e associação criminosa. Operação foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (19) para dar cumprimento a 13 mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela Vara Criminal do Cabo.

Objetivo da operação, batizada de “Ghost” (fantasma, em inglês), seria investigar a possível participação dos suspeitos no repasse de verbas para funcionários fantasma, de acordo com o Gerente Operacional das Delegacias Especializadas da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Nelson Souto.

Cinco vereadores foram afastados de suas funções por força de determinação judicial. Entretanto, somente ao final da investigação é que será possível individualizar a participação de cada um no crime.

Mais de 80 policiais civis foram empregados na operação, cujas investigações tiveram início em março de 2017. Esta é a 48ª Operação de Repressão Qualificada do ano e é coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (DIRESP), sob a presidência da Delegada Patrícia Domingos. (Folha PE).

1 Comentário

  1. popo

    19 de setembro de 2018 em 16:08

    Aqui tbm nao vai ser diferente….Isso vai da caso de Policia ……Cuidado Presidente da camara com a Ploicia…Isso ainda vai da na cabeça de gente.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pesquisa revela que cerca de 4 milhões de pessoas abandonaram os estudos no País durante a pandemia

Em 2020, ano marcado pelo novo coronavírus, quarentena e interrupção de aulas presenciais,…