Um crime sem respostas: Delegado responsável pelo caso Beatriz pede paciência a população

delegado

Longe de ser solucionado, o Caso Beatriz continua sendo motivo de questionamentos da população que aguarda alguma resposta do crime.

Como profissionais que pautam conteúdos com o objetivo de informar a sociedade dos acontecimentos, não nos deixemos  levar pela impaciência, pela demora em dar resultados do assassinato, mas pelo compromisso e a credibilidade da notícia.

Em entrevista concedida pelo delegado responsável pelo caso, Marceone Ferreira Jacinto na manhã desta quarta-feira (23) foi constatado que o caso Beatriz é de alta complexidade e que as investigações continuam, sendo que não houve problema na apuração do caso envolvendo a delegada Sara Machado.

“A delegada Sara tinha outras investigações, mas não significa que o caso Beatriz não está sendo apurado como deveria. Os detalhes são muitos e vamos continuar com as investigações tendo o suporte necessário para darmos uma resposta a sociedade”. disse.

Mais de 50 pessoas já foram ouvidas e novas perícias serão realizadas, sendo aguardados alguns peritos de Recife que chegarão na cidade. O delegado pediu paciência a família de Beatriz e a sociedade.

“Paciência à imprensa, à população e à família. Se fosse um caso simples já teríamos solucionado. Não será por falta de estrutura que deixaremos o caso na estaca zero”. ressaltou Marceone.

Mesmo com as declarações, o delegado não quis dar mais detalhes sobre as investigações. A faca usada no crime encontrada na clavícula da criança encaminhada para Recife, está sendo analisada e permanece sob sigilo.

As dificuldades pertinentes ao caso são por falta de provas testemunhais inexistentes e outras linhas de investigações estão sendo traçadas com o intuito de identificar suspeitos.

Sobre a hipótese de quem teria praticado o crime seria um homem, essa possibilidade continua sendo analisada em sigilo.

1 Comentário

  1. 99%

    23 de dezembro de 2015 em 13:54

    Infelizmente, não acredito em nada do que foi dito pelo Delegado, principalmente no que toca a sua declaração sobre a delegada substituída.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Após ação de vândalos, grelhas elevadas são repostas na Avenida da Integração

As ações de vandalismo em equipamentos públicos seguem trazendo prejuízos aos cofres públi…