Secretaria de Saúde esclarece caso de morte por H1N1 em Petrolina (PE)

1

Em nota, a Secretaria de Saúde de Petrolina esclarece o óbito da assistente social Nadjilla Francilene Lopes Furtado, de 38 anos de idade, que faleceu na madrugada desta quinta-feira (06) no Hospital Universitário de Petrolina. Ela é natural Marizópolis, região de Sousa, no Sertão da Paraíba.

Confira:

“Sobre o falecimento de uma paciente residente em Petrolina com suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), a Secretaria de Saúde esclarece que o setor de Vigilância em Saúde recebeu, no dia 28 de maio, a notificação do Hospital Universitário sobre uma mulher que deu entrada apresentando sintomas como febre, tosse e falta de ar. Infelizmente o caso evoluiu para o óbito da paciente na manhã do dia 06 de junho. A Vigilância em Saúde tomou todas as medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde, encaminhando as amostras dos exames da paciente para o LACEN –PE em Recife, aguardando o resultado dos mesmos para confirmação do caso de SRAG e se a infecção foi causada pelo vírus da Influenza A (H1N1)”.

1 Comentário

  1. Costa

    8 de junho de 2019 em 15:20

    Faltou a secretaria falar sobre o exame feito em clínica particular, que a família mandou fazer e deu positivo para resultado H1N1 e com isso tomar medidas de prevenção junto a população, principalmente nas proximidades que a paciente esteve.
    Nota foi muito fria e evasiva, não mostra atitude.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina: Primeira escola de educação infantil da Cohab VI será entregue amanhã (18)

 Nesta quarta-feira (18), a partir das 9h30, será inaugurada pela prefeitura de Petrolina …