Petrolinense cria conteúdo para o YouTube durante pandemia do coronavírus e conquista mais de 15 mil inscritos em apenas cinco meses

1

Com quase meio milhão de visualizações e mais de 15 mil inscritos no canal do YouTube, a petrolinense Letícia Santos, de 18 anos, diz que sua principal meta nesses cinco meses da estreia do canal é influenciar pessoas positivamente.

Letícia é produtora de conteúdo e estudante de Marketing Digital em Petrolina (PE), mas , em breve, continuará seus estudos no Canadá. A viagem para o continente norte americano teve que ser temporariamente adiada em virtude da pandemia do coronavírus. Foi aí que, de casa, com a ajuda da tecnologia, a petrolinense teve a ideia de ajudar as pessoas a manterem o foco nos estudos.

Mãos à obra e resultados positivos

A estudante reuniu suas experiências de viagens, conhecimentos na área de educação e aprendizados adquiridos num intercâmbio de idiomas e começou a divulgá-los de maneira gratuita e exclusiva pela internet.

“Eu produzo muito conteúdo sobre estudo de idiomas, já que eu falo duas línguas (inglês e francês) e estou no processo de aprendizagem de mais duas (espanhol e italiano). Falo da rotina de quem trabalha e estuda, sonhos, produtividade e metas. O principal foco do meu canal é esse, estou sempre tentando motivar as pessoas, principalmente nesses tempos de pandemia, a correr atrás dos seus sonhos, a manter o foco e não se desmotivarem por nada, porque a gente sabe que o momento atual é muito delicado e as pessoas tendem a se desmotivar, principalmente, ficando muito em casa”, explicou, destacando que também compartilha histórias de vida e rotina numa tentativa de chegar mais perto dos inscritos.

Crescimento

Com o crescimento do canal e a adesão do público pelo conteúdo de qualidade produzido em solo pernambucano, Letícia percebeu que precisava se dedicar ainda mais ao projeto.

Ela, então, optou por se afastar do estágio que faz numa agência de publicidade de Petrolina (PE), e investir mais tempo para expandir o canal que, atualmente, tem alcance em todo território nacional e em países como França, Canadá, Chile, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Angola e República Dominicana.

É a própria Letícia que prepara o roteiro, realiza a gravação e organiza o calendário de postagens, mas ela conta com a ajuda da irmã mais nova Juliana Santos (14) na parte de edição e publicação dos vídeos. Tudo é muito organizado para garantir ainda mais qualidade para o conteúdo. Já os pais apoiam Letícia fazendo a divulgação em suas redes sociais.

“Todos aqui em casa apoiamos com tudo que ela precisa. A cada conquista dela estamos sempre unidos vibrando e comemorando! Ela é uma grande inspiração para os irmãos e para nós pais”, afirmou a mãe de Letícia, Cyntia Amando.

Planos

A estudante reconhece que o conteúdo educacional e os demais abordados por ela no canal tiveram uma procura gigantesca em meio a pandemia histórica do coronavírus. Ela diz que havia estabelecido uma meta anual de 6 mil inscritos, porém, conseguiu “bater” esse número em apenas dois meses. As metas estabelecidas e alcançadas aumentaram para 10 e 15 mil e agora seu maior objetivo são os 20 mil inscritos.

“Quando iniciei o canal no YouTube pensei em algo que eu fosse levar a sério, algo produtivo, que ajudasse, de verdade, as pessoas. É um projeto que dá trabalho, porém os resultados estão me motivando a continuar cada dia mais focada. Envolve muito estudo e pesquisa. É uma marca. Futuramente tenho outros planos mais abrangentes…” frisou sobre o recente projeto que já rendeu até elogios de um importante e reconhecido Youtuber da área.

Família

A mãe de Letícia, que também lida com redes sociais, diz que a filha sempre busca conhecimentos em áreas como investimento, motivação, produtividade, empreendedorismo, educação, línguas, cursos no exterior, cultura e viagens e que ela tem muito potencial a ser explorado para atingir resultados para o bem coletivo.

“Meu papel sempre foi de mãe orientadora, estimuladora e presente. Sempre estimulei Letícia a estudar outras línguas desde pequenininha, participar de movimentos culturais na escola, ser responsável com suas atividades e, como sempre fui empresária da área de eventos, ela sempre teve convivência com esse lado empreendedor. ”

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 Comentário

  1. Gizelle

    16 de julho de 2020 em 16:11

    Parabéns, muito sucesso

    Att.
    Gigi

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Decisão da Justiça Federal determina retirada de baronesas em Paulo Afonso (BA)

A Justiça deferiu os pedidos de concessão de tutela provisória de urgência (liminar), visa…