Petrolina (PE): Enquanto restringem restaurantes, cultos e missas, governadores não enxergam aglomerações nas agências bancárias

Um leitor indignado mostra que enquanto governadores criam restrições para que as pessoas não frequentem restaurantes, cultos e missas, essas medidas não são aplicadas nas agências bancárias.

Veja a situação da agência do banco do Brasil na Avenida Fernando Góes em Petrolina (PE), a aglomeração provocada na manhã desta quinta-feira.

 

1 Comentário

  1. FRANCISCO GONCALVES JUNIOR

    1 de abril de 2021 em 20:40

    O problema não é os Bancos estarem abertos, as Lojas estarem abertas ou qualquer outra coisa estar aberta, o problema são as pessoas, que de maneira irresponsável, estão na rua por qualquer coisa! Tem um bando de pastor “mala” que fica desmerecendo os irmãos, que por receio, preferem ficar em casa, os chamam de medrosos e sem fé! O problema é a falta de consciência do povo !

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ministério Público recomenda a mais seis municípios seguir com vacinação de grupos prioritários; Arcoverde (PE) na lista

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio das Promotorias de Justiça locais, exp…