Mais de 10 animais de grande porte são apreendidos em rondas noturnas da CCZ de Petrolina

1

Através de rondas noturnas, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) vem intensificando o trabalho para retirar animais de grande porte das ruas de Petrolina. Somente na última terça-feira (23), a equipe apreendeu 14 animais, entre cavalos e jumentos, que estavam colocando em risco a vida da população.

De acordo com a coordenadora do Centro de Zoonoses, Graziella Correia, o número de animais capturados aumentou, consideravelmente, após a ronda noturna. “Os proprietários aproveitavam o horário noturno para soltar os animais”, frisou. Além disso, o órgão vem tomando outras providências para reduzir essa prática frequente na cidade, a principal delas foi um Termo de Cooperação firmado com o Ministério Público e que já está em vigor.

A coordenadora ainda explica que, o proprietário que tiver seu animal apreendido na rua, pela segunda vez, deverá responder judicialmente. “Antes, os donos dos animais, mesmo reincidentes, poderiam pagar a taxa no Centro de Controle de Zoonoses e retirar o animal, porém, como observamos que, mesmo pagando a taxa muitas pessoas estavam toda semana no órgão com seu animal preso, então resolvemos entrar em contato com o Ministério Público e, a partir de agora, na segunda apreensão o proprietário poderá responder processo judicialmente”, destacou.

A ronda noturna acontece três vezes por semana, porém, diariamente, um caminhão da prefeitura percorre as ruas no horário de 7h às 12h e 14h às 19h. O Centro de Controle de Zoonoses está localizado na Avenida Jatobá do bairro Pedra do Bode, Nº 01.

1 Comentário

  1. adriana

    25 de outubro de 2018 em 10:59

    parabens ccz,a poucos dias me deparei com um cavalo correndo na pista do distrito industrial proximo a distribuidora de bujão

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Em meio a falta de oxigênio, Amazonas precisa transferir 60 bebês prematuros

Em meio à situação desesperadora de falta de oxigênio nos hospitais durante um pico de cas…