Instituições definem esquema de segurança da Operação Papai Noel em Petrolina

Petrolina, sertão do Estado, já se prepara para receber – entre os dias 07 e 25 de Dezembro – mais uma edição da Operação papai Noel, resultado de uma  parceria entre o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), e instituições que atuam na área de segurança, como as  polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA). A proposta é intensificar a atuação destes órgãos de segurança no período das  festas de fim de ano, quando a movimentação no comércio é maior que o registrado no cotidiano.

“Nesta época há uma movimentação maior no comércio, seja por conta das pessoas que estão em busca das compras de fim de ano; seja pela movimentação nos bancos devido ao pagamento do décimo terceiro. Então, é preciso que sejam concentrados esforços no sentido de garantir que o cidadão possa circular no comércio com mais segurança”, pontua o presidente do  Sindilojas Petrolina, Joaquim de Castro.

A estrutura da Operação – com melhorias que já foram pontuadas durante reuniões,  por todas as instituições envolvidas –vai contar com uma cabine central na Avenida Souza Filho , onde funcionará o comando das atividades. Por dia, deverão atuar em rondas sistematizadas, uma média de 10 agentes de trânsitos, 30 policiais militares, dois civis, guardas municipais, além do apoio de guarnições em motocicletas e viaturas.

Para o diretor de Trânsito da AMMPLA, Franklin Pereira, o papel do órgão “ é tomar medidas de segurança para a população. Além dos nossos agentes escalados por dia para fazer monitoramento nas principais avenidas do centro da cidade, também contamos com câmeras de monitoramento para auxiliar nessas medidas de segurança”.

“A CDL Petrolina em parceria com o Sindilojas procura em primeiro lugar oferecer melhores condições e serviços para beneficiar os lojistas e a população em geral. A Campanha é feita para a Cidade, por isso a segurança vem em primeiro lugar”, enfatiza o presidente da CDL, Manoel Vilmar.

Na reunião para os ajustes da Operação, estiveram presentes: major Marcondes, representando o comandante do 5º BPM, tenente coronel André Rodrigues; os delegados da Policia Civil Jairo Marinho e Marceone Jacinto; diretor de Trânsito da AMMPLA, Franklin Pereira; além dos representantes da CDL e Sindilojas.

“A Operação Papai Noel é muito importante na medida em que aproxima comerciários como um todo, funcionários e lojistas, que nos ajudam com informações para atuarmos mais focados contra os ilícitos ( assaltos, roubos e furtos) mantendo a segurança de nosso público- alvo: a comunidade e os trabalhadores do comércio como um todo. Até porque a Polícia Militar precisa de informações para chegar à prisão de alguém que comete o delito. A soma de todas as forças para a segurança de todos. Por isso teremos também a participação da Polícia Civil, onde num trabalho conjunto reduziremos mais ainda os índices de cometimento de ilícitos”, pontua Major Marcondes Ferraz, do 5º BPM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Lula diz que teve Covid-19 em Cuba e afirma que já se recuperou

O ex-presidente Lula divulgou, nesta quinta-feira (21), que testou positivo para a Covid-1…