Delegada pede para que Ministério Público investigue conduta de vereadora agredida em protesto no Recife (PE)

A delegada Patrícia Domingos pediu  para que o Ministério Público de Pernambuco e a Câmara de Vereadores de Recife (PE) apurem se a vereadora Liana Cirne (PT) cometeu abuso de autoridade e quebra de decoro durante o protesto contra o presidente Jair Bolsonaro no último sábado.

Cirne foi agredida com spray de pimenta numa ação da Polícia Militar no ato, que acontecia pacífico na Ponte de Santa Isabel. Na tentativa da PM de dispersar a manifestação no centro da cidade, dois homens perderam a visão após serem atingidos por balas de borracha.

O pedido de Domingos foi feito em conjunto com o presidente da ONG Fiscaliza Brasil, Thiago Lira, e o advogado Joaquim Zhitomir. Segundo o pedido, a vereadora petista desobedeceu aos decretos estaduais que impedem aglomerações no estado.

A Delegada Patrícia declarou: “A justiça vale para todos e a vereadora não está acima da lei. Os policiais que se excederam devem ser responsabilizados, assim como a vereadora que abusou de sua autoridade, ainda se orgulhando da carteirada em suas redes sociais, em uma tentativa grosseira de desmoralizar às instituições”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Estabelecimento é notificado por vender produtos vencidos

Uma fiscalização realizada pelo Prodecon de Petrolina, nesta sexta-feira (11), tirou das p…