Após ato em Recife, Caruaru e Petrolina, Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco realiza último protesto em Porto de Galinhas

Após ato em Recife, Caruaru e Petrolina, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco realiza, nesta quarta-feira (19), o último protesto das cruzes em Porto de Galinhas.

Um dos objetivos é denunciar as mais de 3200 mortes por causa da violência em 2021 e os 130 Policiais Civis que perderam a vida em decorrência da Covid-19 em parte por falta de estrutura.

“Com o Ato das Cruzes em Porto de Galinhas, nós queremos mostrar que tanto os turistas quanto os pernambucanos não estão seguros diante da falta de segurança estabelecida no Estado de Pernambuco. Apesar de ser um local turístico, a delegacia daqui está desativada devido à falta de estrutura física e ameaçada de cair. Por causa disso, as ocorrências estão sendo remetidas para a Delegacia de Ipojuca. Esse fato deixa desguarnecido os turistas que visitam a cidade e também a própria população da localidade”.

Esse é quarto ato que o Sindicato promoveu durante o mês de janeiro, cujo primeiro aconteceu na praia de Boa Viagem, no Recife, em seguida no Marco Zero de Caruaru e na Praça da Catedral em Petrolina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ministério da Saúde investiga 58 casos de hepatite infantil misteriosa

O Ministério da Saúde informou que o número de casos suspeitos de hepatite misteriosa no B…