Vazão da Usina de Xingó é ampliada para conter água barrenta provocada por chuva

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) elevou ontem (05), a vazão da Usina Hidrelétrica de Xingó de 1.100 metros cúbicos por segundo para 1.300 metros cúbicos por segundo.

A decisão foi por conta do elevado teor de turbidez (sedimentos argilosos) nas águas do Baixo São Francisco, devido às fortes chuvas ocorridas nos estados de Alagoas e Sergipe que ocasionaram o desabastecimento de água para consumo humano em várias cidades, inclusive parte de Aracaju.

A medida foi solicitada num ofício encaminhado pela Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Sergipe à Chesf e tem o objetivo do melhoramento da qualidade da água do rio e a normalização do abastecimento para consumo humano.

De acordo com a Chesf, entidades cadastradas, prefeituras e defesas civis do Estado e municípios da região já foram avisadas. A decisão ficará em vigor até novo comunicado.

Informações: Chesf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) divulga cotação desta sexta-feira (14)

O Mercado do Produtor de Juazeiro divulgou a cotação dos produtos comercializados no entre…