Uneb realizará 1ª Feira Literária de Canudos entre 21 e 24 de novembro

0

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Universidade do Estado da Bahia promove, entre os dias 21 e 24 de novembro, a 1ª Feira Literária de Canudos (BA), a Flican.

A iniciativa, gratuita e aberta ao público, objetiva ser um espaço de discussão e valorização de atividades artístico-culturais e obras literárias conselheiristas.

Com o tema “O Sertão vai virar arte”, o evento celebra os 122 anos da Guerra de Canudos, um dos acontecimentos mais importantes da história do Brasil, e irá homenagear, nesta primeira edição, Antônio Conselheiro e Euclides da Cunha.

O organizador da Flican, professor Luiz Paulo Neiva, destacou a importância da realização do evento para o movimento da economia e turismo, ainda pouco explorado na região.

“Esse evento é fundamental para celebração do livro, da literatura, da cultura e da arte. Aqui o público vai encontrar uma programação rica, com forte compromisso de preservação da memória, da história desse lugar e da cultura regional”, ressaltou o organizador.

Programação:

A programação do evento reserva conferências, mesas de conversa, concerto lítero-musical, lançamento de livros, intervenções artísticas, visitas guiadas, teatro, exposições, filmes e shows, que terão como pano de fundo a cultura sertaneja.

Destaque para a conferência de abertura As sete faces de Antônio Conselheiro, que será ministrada pelo professor Leopoldo Bernucci, da Universidade da Califórnia (UC-Davis) no dia 21 de novembro, às 20h30, no Espaço Edivaldo Boaventura, no município.

Programação para público infantojuvenil:

A extensa programação da Flican reserva ainda atividades para o público infantil, como a Flicanzinha, que reunirá música, encenação, contação de histórias, atividades lúdicas e educativas.

Para o público jovem, a iniciativa traz tendas culturais, que concentrarão oficinas de robótica, produção textual e audiovisual, além da participação de estudantes de seis escolas da região, que apresentarão repertório artístico e científico, inspirados em Canudos e no sertão.

O evento conta com o apoio do Centro de Estudos Euclydes da Cunha (CEEC) da UNEB, da Prefeitura Municipal de Canudos, das secretarias estaduais de Educação (SEC), da Cultura (Secult), da Justiça e Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

Também apoiam a iniciativa a Fundação Pedro Calmon, a Universidade do Sudoeste da Bahia (Uesb), a Universidade Católica de Salvador (Ucsal) e do Instituto Popular Memorial de Canudos (IPMC).

Informações: flican.canudos@gmail.com

(uneb)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pesquisa investiga transmissão de Covid-19 entre homens e animais

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) quer saber qual o risco de transmissão da Covid-19…