Semana Santa: Médica alerta para benefícios do peixe e do vinho, e sobre preparo adequado do bacalhau

A semana santa já começou e os preparativos para a tradicional ceia da páscoa na “sexta-feira da Paixão” movimentam feiras e mercados. Na mesa das famílias não pode faltar peixe e vinho, alimentos culturalmente consumidos neste período e que segundo especialistas são ricos em substâncias benéficas para a nossa saúde.

De acordo com a Dra. Carol Couto (CRM – BA 17082/ CRM – PE 21178), médica com atendimento voltado para o emagrecimento, os peixes são ricos em gorduras boas, aquelas que são combustíveis naturais para o corpo. “Alguns peixes, como o salmão e o atum, são ricos em ômega 3, nutriente que comprovadamente atua no controle do colesterol, ajudando a saúde do coração e evitando que a gordura acumule nos vasos sanguíneos e consequentemente reduzindo o risco de infarto, derrame cerebral, dentre outros”, explica.

Em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), localizadas às margens do Rio São Francisco, a população tende a encontrar uma variedade de peixes de água doce, contudo, nessa época do ano o bacalhau é muito usado nas receitas típicas da quaresma. E sobre essa espécie, a Dra. Carol alerta: “Cuidado com o popular bacalhau, que deve ter o excesso de sal retirado por conta dos danos à saúde, como o aumento da pressão arterial, inchaço e doenças cardiovasculares. Prepare o peixe com temperos naturais, evite os industrializados e dê preferência ao preparo cozido, assado ou grelhado”.

A variedade de vinhos no Vale do São Francisco também deve ser levada em conta, já que a região é conhecida internacionalmente pelos plantios e exportação de uva, além da fabricação da bebida. “O vinho, especialmente o tinto, é rico em resveratrol e polifenóis, substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que estão presentes na uva. Elas ajudam a minimizar a inflamação provocada por doenças crônicas, a hipertensão arterial e atuam contra o envelhecimento precoce”, informa a Dra. Carol Couto.

Ainda sobre o vinho, a médica recomenda o consumo moderado. “O dado curioso é que o álcool potencializa as propriedades das substâncias, mas não podemos esquecer que isso só ocorre quando há o equilíbrio, pois o álcool em excesso, ainda que sob forma de vinho, traz muito mais prejuízos do que benefícios! Prefira o vinho tinto e beba com moderação, de uma a duas taças por dia no máximo.” (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ministério da Educação divulga nesta sexta-feira (16) resultado do Sisu 2021

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta sexta-feira (16) o resultado do processo sele…