Primeira-dama de Santa Maria da Boa Vista (PE) emite nota esclarecendo seu nome na lista do auxílio emergencial

0

Sobre matéria postada em que a primeira-dama de Santa Maria da Boa Vista (PE) está na lista de beneficiários do auxílio emergencial, e que o blog teve acesso a informações no portal da transparência que mostram que, entre maio e agosto deste ano, Gerlândia Delmondes Ventura recebeu quatro parcelas de R$ 600, totalizando R$ 2.400, sua assessoria enviou nota com o seguinte esclarecimento:

Em nota à imprensa, Gerlândia explica que antes de conhecer e se relacionar com o prefeito Humberto Mendes, vindo de uma família humilde e trabalhadora autônoma, já era cadastrada no Bolsa Família. Ao assumir sua relação quando passou a conviver maritalmente com Humberto, o prefeito a orientou que solicitasse o bloqueio de sua inscrição no programa, em 2017, o que foi feito de imediato.

Com a incidência da pandemia neste ano de 2020 e a abertura do benefício do Auxilio Emergencial, Gerlândia Delmondes explica que seu cadastro foi efetuado automaticamente no sistema da Caixa como de muitas pessoas que recebiam o Bolsa Familia, já que ela se enquadrava no perfil de dona de casa desempregada. Ainda assim, ressalta que não houve o consentimento do marido, que ao tomar conhecimento sobre o auxílio emergencial, de imediato a fez agilizar os encaminhamentos burocrático para o bloqueio imediato, além de conceder a devolução das parcelas recebidas. Com isso a primeira dama declara ter se arrependido e pede publicamente desculpas à sociedade, reforçando que os recursos serão devolvidos a União.

“Em primeiro lugar tenho consciência que qualquer ser humano está propenso a erros que também podem ser corrigidos. Em época eleitoral é fácil julgar e acusar que não tem nada a ver com tal situação, o que de certa forma parte, diretamente, de pessoas com outros interesses e que não estão isentas de erros no horizonte da política como é o caso dos adversários políticos do meu esposo e seus interesses”, argumenta Gerlândia.

A primeira dama ressalta que a sociedade boavistana haverá de entender que o prefeito não tem qualquer envolvimento com sua atitude isolada e que foi chamada a atenção por ele mesmo a fazer os bloqueios e devolver as parcelas recebidas. “O que importa nisso é ter humildade e transparência ao assumir um erro que não cabe ao outro. Humberto é um cidadão e servidor público ético, honesto para com seu papel e não há nada que o incrimine em sua trajetória política, portanto, o julgamento aqui cabe a mim que tenho a coerência de pedir desculpas e devolver os recursos ao governo federal, o que outros nunca fizeram em seu papel na administração pública de Santa Maria da Boa Vista”.

Gerlândia Delmondes dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Confira as vagas de emprego disponíveis para Petrolina nesta quarta-feira (2)

A agência do trabalho em Petrolina fica na Avenida Tancredo Neves, no Centro de Convenções…