População de Petrolina (PE) deve redobrar cuidados com a dengue após as chuvas

As chuvas recentes que estão ocorrendo no município de Petrolina trazem alívio e esperança para população depois do forte calor das últimas semanas. Contudo, esse é o ambiente propício para a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Para evitar essa situação, é preciso adotar medidas permanentes para o controle do mosquito transmissor das doenças. A população pode realizar ações preventivas de eliminação de focos, como manter recipientes fechados com tampas, garrafas armazenadas de cabeça para baixo, pneus e caixas d’água mantidos sempre cobertos, evitar o acúmulo de lixo e trocar a água dos vasos de planta.

“O nosso trabalho preventivo é desenvolvido durante todo o ano, mas nessa época sempre o intensificamos, uma vez que os focos de dengue tendem a crescer devido às altas temperaturas e chuvas fortes, pois as fêmeas do mosquito procuram locais quentes e úmidos para a eclosão dos ovos” destaca a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: ocupação dos leitos de UTI continua acima de 90% em Petrolina e mais 3 mortes são registradas

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, info…