Policiais civis de Pernambuco realizam nova paralisação e são recebidos no Palácio do Governo

palacio

Uma comissão composta pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, Áureo Cisneiros, o vice, Rafael Cavalcanti e o deputado Joel da Harpa foi recebida no Palácio do Campo das Princesas após a passeata feita pela categoria nesta quinta-feira. Os policias fazem uma paralisação de 24 horas solicitando o pagamento de horas extras nos festejos juninos e disseram que não vão trabalhar em dias de folga.

A categoria permanece do lado de fora da sede do governo aguardando o resultado da negociação. Eles reivindicam a recomposição dos salários, incluindo a fixação do percentual de 225% de gratificação de função policial para todo o quadro da Polícia Civil, além da convocação de 100 escrivães e 700 agentes concursados para substituir outros que se aposentam até o final do ano. Cobram, ainda, equipagem adequada para trabalhar com segurança, inclusive coletes à prova de balas, melhores condições de trabalho nas delegacias.

Durante o movimento paredista desta quinta, os registros de boletins de ocorrências, emissões de documentos, diligências, investigações e outras atividades que não configurem flagrantes serão paralisados. O trabalho nos três Institutos de Medicina Legal do estado funcionará normalmente. Na última semana, nos dias 10 e 11, os profissionais fizeram uma paralisação de 48 horas. Segundo o sindicato, 95% dos serviços foram suspensos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco recebe mais 400 mil doses da AstraZeneca

Pernambuco recebeu, na sexta-feira (01), mais um lote de vacinas para reforçar a imunizaçã…