Petrolina (PE): “O único tratamento hoje que tem respaldo científico para mudar a história da Covid é o tratamento precoce”, afirma médico George Cavalcanti

0

O médico Gastroenterologista George Cavalcanti mencionou seu posicionamento em relação  as mediações que são alvos de polêmicas para o  tratamento precoce da Covid-19. Ele afirmou que é  a  favor  do uso dos remédios porque  é a única forma encontrada até agora para  diminuir a taxa de mortalidade provocada pelo vírus.

Cavalcanti diz que os estudos científicos são amplamente favoráveis ao tratamento precoce e que há respaldo sobre a eficácia.  “Só para você ter ideia, falo de estudo científico, dos últimos 53 estudos, até mais ou menos o  dia primeiro, isso aponta o Ministério da Saúde,  esses estudos estão amplamente favoráveis ao tratamento precoce. Então temos 53 estudos, e os últimos 12, 10 são favoráveis. Então, estudos científicos, a gente tem de sobra”, destacou durante programa Viva Bem da Petrolina FM.

 Efeitos

Segundo o  Dr. George Cavalcanti, o efeito mais sério  que poderia ter no uso da cloroquina é a  arritmia. De acordo com ele,  a cada 1000 pacientes que usam em tempo maior 0,1% tem o quadro desse que é  reversível.

“O Covid por si, dos que complicam, 10% terão arritmia.  Dos 10% dos pacientes que tem Covid complicada vão ter algum grau de arritmia e a cloroquina previne isso, consequentemente a cloroquina ela mais previne do que dá arritmia perdendo os  10%  desses pacientes que por ventura teriam arritmia”, explicou.

Politização

O  médico ressalta que há uma politização de questões técnicas diante do uso da medicação, entretanto não aprofundou muito no assunto. Ele afirmou que existe, inclusive, um mal uso da expressão “evidência científica” e que   há muita desinformação, medo, pânico e conclusões  erradas no cenário atual.

“Eu não sei que pane científica foi essa que aconteceu e disseram a ‘hidroxicloroquina mata’ ,  não mata! Isso não existe, isso é raro (…) Agora veja só, tudo tem que ter um critério. Politizaram essa  droga  e os colegas estão com medo de usar. Tem que até assinar um termo”.

Quando tomar

O Gastroenterologista defende o uso da medicação preventivo em todos os profissionais de saúde e a realização prévia do eletrocardiograma.

Quanto ao  público geral,   o médico entende que esses não deveriam ficar em casa com sintomas e sim procurar ajuda.  “O único tratamento hoje que tem respaldo científico para mudar a história da covid é o tratamento precoce”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Curaçá (BA): Dupla morre durante troca de tiros com a polícia

Neste domingo (27), dois homens morreram após troca de tiros com a polícia na Fazenda Pass…