Petrolina (PE): Mesmo sem passagem para parto normal e com guia para cesariana, Dom Malan induzirá parto de grávida, denuncia esposo

A gestante Poliana Rodrigues da Silva, de 22 anos de idade, está desesperada após ser informada que o seu parto   terá que ser  induzido no Hospital Dom Malan/IMIP em Petrolina (PE).

Poliana fez o pré-natal e acompanhamento da gravidez na UBS do bairro João de Deus e na maternidade municipal de Petrolina. Na reta final, ela descobriu  que sua  taxa de glicose  está acima do normal e que também  não teria passagem para o parto normal.

A gestante recebeu uma guia de encaminhamento do médico que a acompanhou durante toda sua gravidez, com a solicitação de  uma cesariana no Dom Malan/IMIP. No entanto, Poliana foi surpreendida  na manhã desta quarta-feira (20), após dar entrada na unidade hospitalar, que o seu parto será  induzido.

O esposo da gestante, o comerciário Diego José da Silva, também está desesperado. Ele disse que os profissionais do Dom Malan não levaram em consideração os exames e recomendação do obstetra que realizou todo o acompanhamento de Poliana. “Eles disseram que  aqui quem dá o parecer são eles”, lamentou.

Poliana que está com 38 semanas e espera seu primeiro filho, o Beijamim. Neste momento ela se encontra internada  no hospital e  aguarda um posicionamento da unidade diante da situação.  A demanda foi encaminhada para a assessoria do Hospital Dom Malan/IMIP, que deve se pronunciar sobre o caso.

da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Alerta: Pernambuco tem 88% dos leitos públicos de UTI ocupados

Na segunda-feira (22), Pernambuco atingiu a marca de 88% da ocupação dos leitos de  Unidad…