Petrolina (PE): “Em nenhum momento houve mandado de prisão contra mim, eu que me apresentei”, afirma vereador Gaturiano Cigano

O vereador Gaturiano Cigano (União Brasil) usou a tribuna da Casa Plínio Amorim, nesta terça-feira (22), e fez um discurso caloroso sobre os últimos acontecimentos envolvendo seu nome. Um deles foi registrado na noite da última terça-feira (15), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), e o outro na  manhã do dia seguinte (16), deflagrado pela Polícia Federal.  

“O povo de Petrolina está vendo o que está acontecendo. Vocês estão vendo o que está acontecendo, especialmente o que aconteceu nos últimos dias onde todas essas situações envolvendo meu nome começaram a explodir envolvendo meu nome. Será que foi coincidência? (…) tentaram me atingir, tentaram me expor, denigrir minha imagem,  mas como não conseguiram fazer isso diretamente em relação a mim, resolveram atingir a coisa que mais amo na minha vida que é minha família,  isso eles conseguiram”, disse.

Sem citar nomes, o vereador afirmou  que “bastou jogar uma pedra no vespeiro que já vieram me ferroar” e reforçou que segue de cabeça erguida. “Eu vou mostrar que não tenho medo de cara feia. Tem um cara que não é covarde, tá aqui, esse vereador. Vou repetir o que eu disse antes, ninguém é menino. Ninguém é besta não. Quer esticar a corda? a gente vai esticar! Depois que a corda quebrar, cada um fica com seu pedaço na mão. Eu disse isso há oito dias atrás”, assegurou.

 O vereador mandou um recado para  todos que querem se apropriar da Câmara, segundo ele. “Querem ser dono do destino do meu povo, querem me calar. Vocês não conseguiram e não vão me calar”, disparou, acrescentando que providencias legais já estão sendo tomadas para dar resposta a quem merece.

Gaturiano  afirmou que “em nenhum momento houve mandado de prisão contra mim, eu que me apresentei”,  e encerrou o discurso. “Eu assumi o compromisso quando fui eleito. Eu sou homem suficiente para não faltar com esse compromisso.  Gaturiano Cigano está de volta e está mais forte do que nunca. Eu não me acovardo”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da varíola dos macacos no Brasil

O Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos m…