Petrolina (PE): Aves silvestres criadas em cativeiro são encontradas na Compesa; Empresa recebe multa de R$ 5 mil do IBAMA

A Patrulha Ambiental, juntamente com o setor de fiscalização e projetos da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina, identificou, nesta sexta-feira (21), 10 aves silvestres na sede da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A empresa não tinha autorização para criar animais silvestres. A operação apreendeu em flagrante pássaros das espécies Sabiá, Cardeal, Azulão, Caboclinho e Rolinha – todos eram mantidos em cativeiro de forma ilegal.

“Estávamos realizando uma operação para averiguar o lançamento de esgoto na Orla e ao entrar na Compesa, verificamos duas gaiolas com aves silvestres no estacionamento. Com isso, a Patrulha fez buscas no prédio e acabou encontrando nos depósitos mais aves, gaiolas e alçapão”, explicou o diretor de Projetos Ambientais da AMMA, Victor Flores.

Victor ressaltou ainda que de imediato o IBAMA foi acionado e prontamente atendeu a ocorrência. “É triste ver aves silvestres nessa situação, presas em depósitos e banheiros em péssimas condições. É o retrato da falta de compromisso da empresa com o meio ambiente”, pontuou.

A Compesa foi multada no valor de R$ 5 mil. Após a apreensão, os animais serão avaliados. “Tudo indica que estas aves foram capturadas da natureza ou compradas de criadores ilegais. Agora, vamos avaliar as condições de cada uma e vamos soltá-las. Reforçamos o compromisso que a AMMA tem com o meio ambiente e vamos intensificar cada vez mais as fiscalizações para que essas práticas deixem de existir”, frisou o diretor-presidente, Geraldo Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…