Pernambuco: Com baixos indicadores de Covid-19, secretário prevê liberação de máscara em locais públicos a partir de dezembro

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), anunciou, nesta quinta-feira (4), que o Estado apresenta baixos patamares e leves flutuações de casos da Covid-19. De acordo com a SES-PE, os indicadores indicam que houve 393 notificações de casos na 43ª semana epidemiológica, o que representa uma queda de 8% com relação à semana anterior, e o aumento de 1% em 15 dias, sendo 5 casos a mais. A Central de Regulação Hospitalar registrou 246 solicitações em leitos de UTI na mesma semana. Durante a coletiva, que ocorreu na manhã de hoje, o secrétario André Longo também anunciou que a partir do dia 17 de novembro as pessoas poderão ficar sem máscaras em locais públicos na Ilha de Fernando de Noronha. A previsão é que a medida seja adotada no continente a partir de dezembro, a depender da quantidade de pessoas que concluírem o ciclo de imunização.

“Esses números apresentam estabilidade. Mas faço questão de reforçar que a pandemia ainda não acabou e se quisermos vencer o vírus precisamos manter o cuidado e avançar ainda mais na vacinação. A negação da vacina e da gravidade dessa doença é um comportamento de risco. É uma atitude que coloca, não só a vida desta pessoa em perigo, mas também a de todos que estão à sua volta. Esses números mostram claramente que as vacinas são eficazes contra a Covid-19. Todas as utilizadas hoje no Brasil, tiveram a segurança atestada por todos os mais respeitados órgãos regulatórios do mundo, incluindo a nossa Anvisa”.

Desobrigatoriedade de máscaras

O secretário explicou que nesta quinta-feira (4), o estado atingiu a marca de 63,5% da população acima dos 12 anos, completamente imunizada contra a Covid-19. “Se conseguirmos alcançar no começo de dezembro 80% da população imunizada, podemos projetar alguns outros avanços aqui em Pernambuco, em relação a flexibilização das atividades. Isso será avaliado por nosso Comitê de enfrentamento”.

Na ocasião, Longo explicou que na Ilha de Fernando de Noronha, a partir do dia 17 de novembro, as pessoas poderão ficar sem máscaras em locais públicos. O secretário também disse que a previsão é que a mesma medida seja adotada no território continental a partir de dezembro, a depender da quantidade de pessoas que concluírem o ciclo de imunização.

“Nós esperamos poder dar passos aqui no continente nesse sentido também. Tudo vai depender das pessoas se mobilizarem, de toda a comunidade pernambucana fazer uma corrente de solidariedade para que a gente possa convencer as pessoas com doses atrasadas, se vacinarem e procurarem os postos de vacinação”. Os dados da secretaria apontam um crescimento semanal de 3% a 4% nos índices de imunizados no estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Auxílio Gás: benefício cobrirá metade do preço médio do botijão de gás

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira (3) o Programa Auxílio Gás dos Bra…