Meteorologista analisa como a distribuição de chuvas nos últimos anos tem afetado o volume útil do reservatório de Sobradinho (BA)

As chuvas devem continuar caindo em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) até o mês de abril. O meteorologista, Mário Miranda explica que o aumento das chuvas na região se deve ao fenômeno La Niña, responsável por alterar os padrões climáticos no planeta.

Segundo o meteorologista, a região Nordeste é caracterizada por ciclos de chuva que duram em média 13 anos. “Nesses ciclos, nós temos mais ou menos, cinco anos de chuvas acima da média, três a quatro, em torno da média e o restante, abaixo do esperado”, comentou.

Mário também analisou como a distribuição de chuvas nos últimos anos tem afetado o volume útil do reservatório de Sobradinho (BA). “Tivemos o último período de poucas chuvas que começou em 2011 e seguiu até 2015 e nessa época a barragem de Sobradinho chegou a 0,9% de sua capacidade, por conta da seca que ocorreu no Sudeste, consequentemente não havia grande volume de água na Serra da Canastra, em Minas Gerais”, disse durante recente entrevista ao programa Edenevaldo Alves na rádio Petrolina FM.

 Hoje, o cenário é bem diferente já que as fortes chuvas que caíram nas regiões Nordeste e Sudeste desde o início desse ano aumentaram o volume útil do Reservatório de Sobradinho que está em 76,18%, segundo dados da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e do rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…