Mais de 118 mil peixes são transferidos para o Rio São Francisco

Uma força-tarefa interinstitucional transferiu 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas pela seca que atinge a região de Xique-Xique, no norte da Bahia, para o Rio São Francisco. Entre os animais salvos estão espécies como corvina, cascudo, curimatã, mandi amarelo, pacu, piaba, traíra e surubim.

A ação reuniu pelo menos 100 representantes do Ibama, do Ministério Público do Estado da Bahia (MP/BA), da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), de universidades, de organizações não governamentais e de prefeituras, além de voluntários.

A transferência foi realizada em um recipiente específico, chamado transfish. Todo o trajeto foi monitorado por analistas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Com isso, o índice de mortalidade durante o procedimento ficou abaixo de 3%.

De acordo com o Ibama, a ação tem a finalidade de minimizar a mortandade de peixes, além de combater ilícitos ambientais que agravam impactos na região, como desmatamento, pesca predatória, lançamento inadequado de efluentes na água e ocupação irregular em Áreas de Preservação Permanente (APPs).    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Mais de 500 profissionais de saúde da linha de frente já foram vacinados contra a Covid-19 em Juazeiro (BA)

Mais de 500 profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus …