Levantamento de ocupações em Loteamento de Petrolina (PE) é feito após denúncia e solicitação do Ministério Público

Equipes de fiscais de obras da Secretaria Desenvolvimento Urbano, Habitação e Sustentabilidade (Sedurbhs) de Petrolina, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), iniciaram uma verdadeira força-tarefa no Loteamento Joaquim Francisco Araújo.

A ação tem como objetivo realizar um levantamento dos atuais ocupantes dos lotes da localidade, cumprindo a solicitação feita pelo Ministério Público de Pernambuco, que recebeu denúncia sobre supostas ocupações irregulares no local.

De acordo com o secretário da Sedurbhs, Emicio Júnior, o loteamento foi implantado para viabilização de moradias destinadas aos cabos e soldados do Corpo de Bombeiros e de soldados da Polícia Militar de Pernambuco. “Infelizmente, percebemos ocupações em áreas que estão em desacordo com a legislação municipal e com o projeto original do loteamento. Estas ocupações acarretam danos urbanísticos, ambientais e sanitários irreparáveis. Vamos continuar com as fiscalizações para que possamos coibir as construções feitas de forma irregular e o crescimento desordenado na cidade”, pontuou Emicio Júnior.

A ocupação irregular de área pública é proibida por lei. Qualquer cidadão pode efetuar denúncia à Ouvidoria Municipal, pelo número 156. Dessa forma ele estará contribuindo com a fiscalização do Município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Em Curaçá (BA), homem é condenado por homicídio de seu parceiro sexual após 15 anos foragido

O Tribunal do Júri condenou Genildo José Rodrigues da Costa a 15 anos e 9 meses de prisão …