Juazeiro: Vereadores visitam IML para apurar denúncia de descarte incorreto do material

iml

Oito vereadores, integrantes da Comissão instalada pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Juazeiro, Damião Medrado (PSD), estiveram na manhã desta quinta-feira (10/12), em visita às instalações do IML – Instituto Médico Legal de Juazeiro, para conferir se há veracidade na denúncia formulada de descarte incorreto do material e resíduos provenientes das autopsias.

Três vereadores da oposição (Valdeci Alves (Neguinha da Santa Casa – PV), Bené Marques (PSDB) e Francinalvo Leopoldo (Nalvinho – PT do B) ) e cinco vereadores da base: Adriano Amorim Bastos (Sargento Bastos – PROS), Antônio Tibúrcio Caffé (Caffé do Oito – PROS), Mitonho Vargas (PT), Agnaldo Meira (PC do B) e Josival Batista da Costa (Joca Cabeleireiro – PSB) ), recebidos pelo Coordenador Criminal do DPT, Souzeny Souza de Brito, foram unânimes no elogio ao trabalho realizado pela equipe técnica do IML.

Para o presidente da comissão, Vereador Caffé, “o trabalho realizado por estes profissionais está além da simples obrigação funcional. É um trabalho humanitário, feito a contento, mesmo com as deficiências de pessoal e instalações a desejar”.

Caffé informa que o Coordenador Geral do IML, Humberto Carlos Guimarães Pereira Filho, justificou sua ausência por estar em Salvador em viagem de trabalho, mas que na próxima segunda-feira, às 14:00 se reunirá com ele para fornecer as informações que considerem necessárias.

Nalvinho, diz que não há o que criticar na atuação dos profissionais: “Houve um caso de resíduos há seis meses, mas o Coordenador nos informa que o SAAE solucionou o problema, com instalações de caixas de decantação e há o recolhimento semanal dos resíduos por parte de uma empresa contratada pelo Estado. O que vimos foi um esforço muito grande dos funcionários para atender aos dez municípios da região e ainda suprir a falta de profissionais em Senhor do Bonfim e Paulo Afonso. Acredito que o Estado e o Município podem contribuir para melhorar as condições de trabalho destes profissionais”.

No mesmo tom, reforçaram a impressão inicial da visita os vereadores Bené Marques e Neguinha: “Não podemos compreender”, diz Bené, “como o Estado compra um elevador veicular e não constrói uma simples plataforma de instalação e os profissionais do DPT se quiserem vistoriar tem de se deitar em baixo do veículo. O elevador, um equipamento caro, está lá sem uso porque falta a plataforma”, secundado por Neguinha que, por conhecer e acompanhar de perto o trabalho dos técnicos, elogiou o esforço da equipe.

Das dificuldades e carências apresentadas pelo coordenador, que elogiou a atenção dos secretários municipais e do SAAE, ressaltam: a falta de pessoal administrativo, que pertencentes ao executivo municipal foram retirados em novembro, a contratação de um técnico em radiologia, pois o DPT tem um raio X móvel, novo e empacotado, sem funcionar por falta de técnico habilitado; o acesso lateral às instalações e a conclusão da reforma que ampliou a área do DPT.

“Independentemente da denúncia, nossa visita foi extremamente proveitosa” – diz Caffé com o reforço de Mitonho – “Não podemos prometer soluções imediatas, mas tenho a certeza que não apenas estes oito vereadores farão o possível para buscar soluções; mas toda a Câmara de Juazeiro estará empenhada para cobrar do Executivo Estadual e Municipal o apoio necessário”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Dois homens são presos durante operação da Delegacia da Mulher

Dois homens foram presos durante a Operação Debutante, deflagrada pela Delegacia Especial …