Juazeiro: Vereadores visitam IML para apurar denúncia de descarte incorreto do material

0

iml

Oito vereadores, integrantes da Comissão instalada pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Juazeiro, Damião Medrado (PSD), estiveram na manhã desta quinta-feira (10/12), em visita às instalações do IML – Instituto Médico Legal de Juazeiro, para conferir se há veracidade na denúncia formulada de descarte incorreto do material e resíduos provenientes das autopsias.

Três vereadores da oposição (Valdeci Alves (Neguinha da Santa Casa – PV), Bené Marques (PSDB) e Francinalvo Leopoldo (Nalvinho – PT do B) ) e cinco vereadores da base: Adriano Amorim Bastos (Sargento Bastos – PROS), Antônio Tibúrcio Caffé (Caffé do Oito – PROS), Mitonho Vargas (PT), Agnaldo Meira (PC do B) e Josival Batista da Costa (Joca Cabeleireiro – PSB) ), recebidos pelo Coordenador Criminal do DPT, Souzeny Souza de Brito, foram unânimes no elogio ao trabalho realizado pela equipe técnica do IML.

Para o presidente da comissão, Vereador Caffé, “o trabalho realizado por estes profissionais está além da simples obrigação funcional. É um trabalho humanitário, feito a contento, mesmo com as deficiências de pessoal e instalações a desejar”.

Caffé informa que o Coordenador Geral do IML, Humberto Carlos Guimarães Pereira Filho, justificou sua ausência por estar em Salvador em viagem de trabalho, mas que na próxima segunda-feira, às 14:00 se reunirá com ele para fornecer as informações que considerem necessárias.

Nalvinho, diz que não há o que criticar na atuação dos profissionais: “Houve um caso de resíduos há seis meses, mas o Coordenador nos informa que o SAAE solucionou o problema, com instalações de caixas de decantação e há o recolhimento semanal dos resíduos por parte de uma empresa contratada pelo Estado. O que vimos foi um esforço muito grande dos funcionários para atender aos dez municípios da região e ainda suprir a falta de profissionais em Senhor do Bonfim e Paulo Afonso. Acredito que o Estado e o Município podem contribuir para melhorar as condições de trabalho destes profissionais”.

No mesmo tom, reforçaram a impressão inicial da visita os vereadores Bené Marques e Neguinha: “Não podemos compreender”, diz Bené, “como o Estado compra um elevador veicular e não constrói uma simples plataforma de instalação e os profissionais do DPT se quiserem vistoriar tem de se deitar em baixo do veículo. O elevador, um equipamento caro, está lá sem uso porque falta a plataforma”, secundado por Neguinha que, por conhecer e acompanhar de perto o trabalho dos técnicos, elogiou o esforço da equipe.

Das dificuldades e carências apresentadas pelo coordenador, que elogiou a atenção dos secretários municipais e do SAAE, ressaltam: a falta de pessoal administrativo, que pertencentes ao executivo municipal foram retirados em novembro, a contratação de um técnico em radiologia, pois o DPT tem um raio X móvel, novo e empacotado, sem funcionar por falta de técnico habilitado; o acesso lateral às instalações e a conclusão da reforma que ampliou a área do DPT.

“Independentemente da denúncia, nossa visita foi extremamente proveitosa” – diz Caffé com o reforço de Mitonho – “Não podemos prometer soluções imediatas, mas tenho a certeza que não apenas estes oito vereadores farão o possível para buscar soluções; mas toda a Câmara de Juazeiro estará empenhada para cobrar do Executivo Estadual e Municipal o apoio necessário”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro(BA): Defensoria e MP constatam insalubridade em delegacia para adolescentes

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) e o Ministério Público estadual (MP-BA) pediram prov…