Juazeiro (BA): Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade garante atendimento eficaz ao público surdo da cidade

O acolhimento a partir do primeiro contato é essencial para o bom funcionamento de um serviço. Pensando nisso, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedes) de Juazeiro dispõe de uma profissional capacitada para garantir às pessoas surdas e com deficiência auditiva, o efetivo atendimento. Rute Carvalho desenvolve na Sedes o trabalho de recepção, e possui além do conhecimento técnico, a experiência pessoal das dificuldades comunicacionais enfrentadas pelo grupo.

Filha de um deficiente auditivo, Rute possui na família paterna outros parentes com surdez. Ela reconhece que há dificuldades no atendimento a esse público, inclusive em situações cotidianas. “Eu já passei por várias situações com meu pai, principalmente, em consultas médicas. Nem todo médico permite a minha presença no consultório. Acredito que todas as áreas deveriam ter tradutores e intérpretes de Libras”, explicou Rute.

A recepcionista também destacou que está feliz com o trabalho e ansiosa para realizar seu primeiro atendimento ao público surdo na secretaria. “Estou aqui para apoiar e pronta para ajudar todos os deficientes auditivos e surdos que procurarem a Sedes”, afirmou a recepcionista.

Necessidade

A gestão da secretaria identificou a necessidade de um profissional fluente em Libras após perceber dificuldades no atendimento a dois usuários surdos na primeira semana de trabalho. “A Sedes é um equipamento de livre demanda, então precisamos ter, minimamente na recepção, um campo de acolhimento e humanização para o usuário dos serviços. Possuir um atendimento que se importa com a diversidade humana é trazer humanização para o serviço, compromisso da prefeita Suzana Ramos”, explicou a superintendente de gestão de Assistência Social, Laise Macedo.

No Brasil, o decreto 9656/2018 determina, entre outras coisas, que no mínimo, cinco por cento de servidores, funcionários ou empregados de empresas concessionárias de serviços públicos ou da administração pública, possuam capacitação básica em Libras. (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: Fiscalização orienta donos de bares e restaurantes de Petrolina (PE) a cumprirem protocolos sanitários

As forças de segurança pública estão fechando o cerco contra aglomerações em bares, restau…