Juazeiro (BA) apresenta baixo risco para dengue, Zika e Chikungunya, aponta levantamento

O município de Juazeiro apresentou baixo risco para infestação de Aedes aegypti, segundo o resultado do primeiro Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti (LIRAa). A pesquisa foi realizada pela Secretaria de Saúde (SESAU), através da equipe da Vigilância Epidemiológica. O primeiro LIRAa, que é realizado a cada três meses, foi feito entre os dias 12 e 16 de abril. O Índice de Infestação Predial ficou em 0,7. Juazeiro possui 123 mil imóveis.

“Isso se deve às ações intensas dos agentes de endemias que têm se desdobrado em regimes de plantões em finais de semana e feriados para cobrir toda a área de juazeiro”, comemorou o diretor de Vigilância Epidemiológica, Djalma Amorim.

O LIRAa é uma metodologia que permite o conhecimento de forma rápida, por amostragem, da quantidade de imóveis com a presença de recipientes com larvas de Aedes aegypti. É considerado baixo risco quando o índice é até 1. Médio risco quando o índice de é 1 a 1,5. Alto risco quando é acima de 1,5. “Ano passado, o Índice de Infestação Predial ficou em 1,8, muito alto. Este ano, o LIRAa ficou em 0,7, baixo risco”, ressaltou Djalma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco: Carnaval, São João e Festival de Inverno não acontecerão a curto prazo, afirma Secretário de Cultura

O secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, afirmou  na quarta-feira (12)…