Hospital Regional de Juazeiro (BA) realiza primeira cirurgia para tratamento de câncer de mama

Um passo importante para o aprimoramento dos serviços de Oncologia ofertados no interior da Bahia foi dado neste primeiro mês de 2022: a realização, com sucesso, da primeira cirurgia para tratamento de câncer de mama no Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), unidade administrada pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). Referência na assistência a pacientes com tumores, a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do complexo hospitalar agora amplia o leque de atendimentos para os tumores de mama e ginecológicos.

O objetivo da ampliação, segundo afirma o médico oncologista da Unacon, Josenon Gomes, é descentralizar a oferta da assistência oncológica e, assim, promover maior bem-estar para os pacientes que necessitam desses procedimentos. “Durante muito tempo, pacientes diagnosticadas com câncer de mama necessitavam se deslocar até as capitais para serem tratadas. Por isso, a implementação desse tipo de cirurgia significa uma grande contribuição para a qualidade de vida dessas mulheres, bem como uma conquista para Juazeiro”, explica.

A cirurgia, que aconteceu no último dia 18 de janeiro, inaugurou a ampliação dos serviços prestados pela Unacon, que até então se dedicava à assistência de tumores não-ginecológicos. “A partir dessas mudanças, foi observado que seria necessário disponibilizar atendimento aqui no Hospital Regional de Juazeiro para tratamento desses tipos de câncer”, ressalta Josenon. O oncologista também explica que, desde dezembro, as mulheres que possuem esses tumores já estão realizando quimioterapias na unidade: “Agora, pacientes que residem na região Norte da Bahia poderão realizar os procedimentos cirúrgicos necessários”.

Atualmente, o câncer de mama é o segundo mais frequente entre as mulheres no Brasil e exige a realização de exames periódicos de rastreio como forma de prevenção. Para acessar os serviços de tratamento na Unacon, os procedimentos de diagnóstico, como a mamografia, são essenciais, sendo necessária a confirmação do tumor através de biópsia. “A partir da detecção da doença, essas pacientes são referenciadas para o Hospital Regional, onde recebem todo o tratamento e assistência necessários”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

América Latina: Primeiro caso de varíola do macaco é confirmado na Argentina

O primeiro caso de varíola do macaco foi confirmado na América Latina na sexta-feira (27).…