Homem mata esposa após discussão por futebol

Nem tudo foi festa na conquista da Libertadores pelo Palmeiras, no último sábado (30). Para a torcedora alviverde Érica Fernandes Ceschini, o que era para terminar em alegria, acabou em tragédia. Isso porque, depois de comemorar o triunfo do seu clube do coração, Érica foi encontrada morta, no apartamento em que morava com seus familiares, no bairro de São Domingos, na Zona Norte de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, Leonardo Souza Ceschin, marido da vítima, teria confessado o crime. O delito teria acontecido por “desavenças” relacionadas ao futebol, uma vez que Leonardo torce para o Corinthians.

Segundo a PM, ela apresentava “lesões nas pernas e costas, aparentemente por instrumento cortante, sendo que havia uma faca próxima a ela”. Na última segunda-feira (1), a palmeirense foi sepultada na presença dos filhos, os gêmeos Enzo e Lorenzo.

Diante das incertezas, há três versões sobre o ocorrido. Em uma delas, a Polícia Militar indica que Érica tentou matar o companheiro, tirando sua própria vida na sequência. Em outra, Leonardo teria dito que a esposa havia o atingido com uma faca. Além disso, em seguida, ele conseguiu tomar o objeto das mãos dela, aplicando vários golpes na barriga da vítima. Na última delas, o corintiano de 34 anos admite ter sido o responsável pelo crime por conta da final da Libertadores.

Após confessar o crime, Leonardo teve voz de prisão decretada pelos policiais e foi conduzido a um hospital para tratar os ferimentos no abdômen. Ele foi submetido a uma cirurgia, ainda na madrugada de domingo (31), e segue internado sob custódia da PM.

(Folha PE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Vereadores, Secretaria de Cultura e músicos de Petrolina buscam soluções para dificuldades enfrentadas durante a pandemia

Ronaldo Silva (DEM), César Durando (DEM) e Marquinhos do N-4 (Podemos) foram à Secretaria …