Fevereiro tem redução de 33,9% nos casos de homicídio em Pernambuco

0

Pernambuco regista diminuição de 33,99% no número de homicídios no mês de fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS), 275 casos foram registrados neste ano, contra 416 do ano passado.

Do total de 2019, dez foram cometidos contra mulheres, menor índice registrado desde 2004, quando foi iniciada no Estado a atual metodologia de contagem dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Comparado a 2018, a redução de assassinatos contra mulher é de 61,5%, já que em fevereiro daquele ano o número de mortes violentas chegou a 26.

Dos dez casos registrados contra mulheres em fevereiro deste ano, três foram feminicídios, que é quando a mulher é morta pela condição do gênero feminino. A SDS informou ainda que essa é a segunda contagem mais baixa de casos de feminicídios desde setembro de 2017, quando o governador Paulo Câmara assinou decreto que determinou a inclusão dessa tipificação nos boletins de ocorrência da Polícia Civil, em substituição ao crime passional.

A Zona da Mata teve a queda mais acentuada entre as macrorregiões de Pernambuco, diminuindo de 46 para 24 o número de queixas prestadas contra a mulher em comparação ao mesmo período do ano passado, uma diminuição de -10,71% dos casos. Ainda segundo a SDS, as demais regiões do Estado também diminuíram o índice criminal. O Recife registrou redução de -29,41%, a Região Metropolitana alcançou -23,81% e o no Sertão, o número foi de -35,56%.

Por outro lado, os dados divulgados pela SDS apontam que as denúncias de violência doméstica contra a mulher, que inclui agressões físicas, moral e psicológica, aumentaram 13,7%, passando de 2.970 em fevereiro de 2018 para 3.377 no mesmo mês em 2019.

Segundo o diz o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, o aumento das denúncias desses tipos de crime é importante, porque demonstra maior encorajamento das mulheres na procura por ajuda. “A violência doméstica contra a mulher ocorre muitas vezes de forma silenciosa, por anos, dentro do ambiente familiar e íntimo. As estatísticas mostram que, se não houver denúncia e intervenção das autoridades, haverá um agravamento das agressões, culminando em feminicídio”, contou.

Ao longo de fevereiro desde ano, as polícias pernambucanas conseguiram prender em flagrante, 80 pessoas acusadas de homicídio. Segundo a SDS, a maior parte desses crimes foram motivados por tráfico de drogas, acertos de contas e outras atividades criminais. (Folha PE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Inspetor-chefe da PRF convoca mototaxistas de Juazeiro para tratar de fiscalizações de transporte de passageiros

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) convoca todos os mototaxistas cadas…