Eventos-testes em Permambuco poderão ter duração de até 7 horas e as pessoas devem ficar sentadas usando máscara

A partir do mês de setembro, Pernambuco contará com eventos-teste, que terão capacidade de até 1.200 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor. De acordo com a gestão estadual, eles serão realizados com o objetivo de avaliar a aplicação dos novos protocolos sanitários.

Para ter acesso aos eventos, o público deverá comprovar a vacinação. Dessa forma, 80% dos ingressos serão destinados para pessoas que já completaram o esquema vacinal, tendo tomado as duas doses da vacina ou a 1º dose em caso de vacina com dose única, há pelo menos 15 dias. Quem só tomou a 1º dose de algum dos imunizantes contra a Covid-19 precisará realizar um teste 24 horas antes do evento. Para realizar o acompanhamento do pós-evento, alguns dos participantes também deverão realizar um teste RT-PCR, entre 48 horas e 72 horas após o evento.

Essa comprovação deverá ser realizada de forma digital e prévia, para garantir a autenticidade dos documentos apresentados. De acordo com a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, essa é uma forma do governo do estado garantir um ambiente seguro protegido e estimular pessoas a se vacinarem.

Além disso, o protocolo prevê que o público presente deverá permanecer sentado e utilizando máscara, exceto quando estiver consumindo comida ou bebida. Os eventos-teste poderão ter duração de, no máximo, 7 horas.

Para receber o aval para a realização dos shows e eventos e receberem o selo Passe Seguro PE, os produtores precisarão encaminhar um pedido para o governo estadual. A solicitação será analisada pela gestão estadual e a liberação só poderá ocorrer após aprovação da secretaria de Saúde, do Desenvolvimento Econômico e do Procon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA) divulga cronograma de vacinação contra Covid-19 desta terça-feira (21)

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), vai avançar na vacinação…