Estudantes brasileiros pedem ajuda para sair da Bolívia após protestos; Duas alunas são de Petrolina

0

Estudantes do Brasil que vivem na cidade de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, pedem ajuda do governo Jair Bolsonaro para deixar o país sem perder o semestre de aulas.

O grupo estudantil teme o recrudescimento da violência por causa de manifestações recentes entre partidários e opositores do mandatário Evo Morales.

Duas estudantes de Petrolina fazem medicina e moram em Cochabamba. Elas relatam problemas na civilização e questões eleitorais e que a universidade não se pronuncia, sendo que até mesmo a comida é restrita e o consulado brasileiro não se posiciona.

Cerca de 450 brasileiros têm se organizado por grupos no aplicativo de mensagens WhatsApp. Os estudantes entregaram, na última segunda-feira (28), uma carta ao consulado do Brasil, informa o jornal Folha de S.Paulo.

O objetivo dos estudantes é que o consulado brasileiro interceda junto à universidade para que o semestre seja encerrado com antecedência e atividades possam ser realizadas online. O fim do semestre está previsto para 11 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Confira o que diz o Calendário eleitoral para este domingo (25)

Neste domingo (25), é o útimo dia para que os partidos políticos e os candidatos enviem à …