Diretor da Ammpla explica sobre obras na rotatória do Catavento e transtornos provocados por uma faixa da Engenheiro Carlos Pinheiro

0

Em entrevista na manhã desta quarta-feira (14), ao Programa Edenevaldo Alves na Petrolina Fm,  o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla), Edilson Leite, esclareceu sobre as obras na rotatória do  Catavento e sobre os transtornos provocados por uma faixa da Engenheiro Carlos Pinheiro, cruzamento com a Fernando Góes.

De acordo com Edilson, a obra na rotatória estava programada para iniciar  na segunda-feira da semana passada, porém o engenheiro informou que o maquinário deu problema. Agora, a previsão é que os serviços sejam retomados na segunda (19), e seja concluído dentro de 20 dias.

Sobre a  faixa da Engenheiro Carlos Pinheiro, que não dá ao condutor  visão dos carros que vem na Fernando Góes,  Edilson informou que a Ammpla já está verificando a possibilidade de recuar de cinco a oito metros. “A população tem razão. Geralmente quando você para, para dar passagem para o veículo passar, você não tem a visão dos carros que vem da Fernando Goes. E se você avançar um pouquinho, para ter a visão, já é uma infração de trânsito”, disse.

De acordo com o diretor, o prazo é de 10 dias para que o serviço seja realizado, que é o tempo que a tinta, apropriada para este tipo de manutenção, chegue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Polícia destrói cerca de 40 mil pés de maconha em Canudos (BA)

Após denúncias anônimas sobre um plantio gigante de maconha na zona rural de Canudos (BA),…