Cristina Costa participa da reunião do diretório nacional do PT em São Paulo

0

A vereadora de Petrolina, Cristina Costa, esteve durante esta quinta-feira (21), na reunião do diretório nacional do PT, em São Paulo. Esse foi o primeiro encontro com representação dos diretórios municipais e representantes do PT de todos os Estados do Brasil, após a prisão do ex-presidente Lula Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula defendeu que o partido lance o maior número possível de candidaturas próprias em cidades importantes nas eleições municipais de 2020. Ao lado dele, vários nomes importantes do partido, a exemplo de Fernando Haddad, a ex-presidente da República, Dilma Rouseef, e Gleisi Hoffmann.

Cristina conta que no evento foi feita a avaliação econômica e política da conjuntura internacional e nacional e debatidos os desafios que PT vai enfrentar nas eleições de 2020. “O ponto alto deste momento foi o posicionamento e reconhecimento pelos Estados que diante de tudo que Lula passou a gente vê a extrema-direita querendo radicalizar é importante que os trabalhadores discutam as eleições. Onde tiver condição, vamos disputar, principalmente nas capitais Recife, Rio de Janeiro, São Paulo onde tem nomes e projetos que a gente possa reforçar suas candidaturas e também de municípios na perspectiva de fortalecer o partido dos trabalhadores. Fazer uma bancada forte de vereadores nas Câmaras”, pontua.

Em seguida, ocorreu a reunião das tendências. Construindo um Novo Brasil (CNB) marcou presença com 50% dos Delegados, já que nesta sexta (22), começa o Congresso Nacional do PT e acende as discussões dos pleitos para as próximas eleições. “Um momento importante para incentivar a militância, para estimular a militância. Percebemos que o PT se fortaleceu ainda mais com a saída de Lula. Hoje a gente vive em outro cenário, um cenário positivo”, disse.

Sobre o ex-presidente, Cristina frisa que “Lula foi muito feliz quando ele disse que ia pensar no fortalecimento cada vez maior do PT, ele contou muitas histórias, dos momentos que ele passou dentro da prisão, isso mostra que ele merece mais vitórias”.

“É um prazer vivenciar este momento já que somos do diretório municipal e uma das filiadas mais antigas do PT. É uma valorização está aqui participando, discutindo pessoalmente com os trabalhadores de todo o Brasil. Com certeza um momento que estamos definindo o fortalecimento e o direcionamento das diretrizes do partido também em Petrolina”, acrescenta.

Lula ainda na prisão já havia dito que o PT não é de apoio e sinalizava que o partido deve ter candidaturas próprias em todos os municípios para o seu fortalecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Acusada de ‘ameaçar’ usar atestado para não trabalhar, juíza do TRT-BA pode ser aposentada

O Órgão Especial do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) instaurou um processo …