CPI do vazamento de óleo é criada na Câmara Federal

0

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o vazamento de óleo que atinge as praias nordestinas, proposta pelo deputado federal João Campos (PSB), foi criada. O ato, assinado presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RH) foi publicado no Diário Oficial de Casa nesta segunda-feira. A CPI contou com o apoio de 267 deputados, superando o número mínimo de assinaturas exigido, que é de 171 parlamentares.

Para o autor do requerimento, o Parlamento “não pode se furtar” desta discussão e este “instrumento regimental” vai ajudar a investigar o crime ambiental. “Este é um passo importante que o Parlamento deu. Já são mais de 75 dias (desde o aparecimento das manchas) e as perguntas permanecem as mesmas”, disse João. De acordo ele, a expectativa é de que até a próxima semana a CPI seja instalada. “Existe um prazo de cinco sessões para os líderes indicarem os membros. No máximo próxima semana vai ser feita a instalação”. explicou o socialista.

A CPI será composta de 34 membros titulares e igual número de suplentes. O despacho que determina a criação da CPI ainda deve ser lido em Plenário. Cumprida esta etapa, abre-se prazo para que líderes façam a indicação de nomes para integrar o colegiado. (Folha PE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina: Gerente da Compesa afirma que transferência de gestor para outra unidade acontece há cada dois anos: “Eu já estou há cinco”

O Gerente Regional da Compesa em Petrolina (PE), João Raphael Queiroz, afirmou durante ent…