Confira os municípios que se destacaram na avaliação do Ensino Médio em Pernambuco; Petrolina aparece em 4º

0

Para se destacar na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) aferida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – Pernambuco e Goiás foram os dois únicos estados brasileiros a superarem as metas de aprendizagem e aprovação no ensino médio público em 2019 estabelecida pelo Ministério da Educação – o bom desempenho de vários muncípios pernambucanos, sobretudo do interior, foi fundamental para elevar a nota geral do Estado.

O Ideb consolida dois tipos de dados de aprovação escolar e de desempenho dos estudantes no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), nas disciplinas de língua portuguesa e matemática nos ensinos fundamental e médio, ambos divulgados nesta quinta-feira (15). O Ensino Médio da Rede Estadual de Educação de Pernambuco, com média de 4,4 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, superou a meta de 4,3 estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano.

Apesar dos resultados em Pernambuco, de uma forma geral, os resultados do País não são animadores. A média nacional ficou em 3,9, muito abaixo da a meta, estipulada era 4,6. Em Goiás, a rede estadual do Ensino Médio obteve média de 4,7, acima da meta de 4,4 projetada.

Em Pernambuco, apenas 22 municípios conseguiram superar a média 5,0 na avaliação do Ideb. A maior nota foi obtida pelas escolas de Quixaba, do Sertão do Pajeú, com média de 6,2. Quixaba já se tornou referência em ensino público. Em 2012, teve uma escola eleita a melhor escola pública do País. De lá para cá, vem obtendo ótimos resultados todos os anos. A segunda maior nota foi de Ibimirim (5,8). Afogados da Ingazeira teve a terceira maior nota, com 5,7. Petrolina aparece em quarto, com 5,5; e Fernando de Noronha, em quinto colocado, com 5,4, ao lado dos municípios de João Alfredo e São José do Egito, que obtiveram a mesma pontuação.

Entre os municípios que superaram a marca de 5,0 pontos, estão Brejão (5,0), Camicim de São Félix (5,1), Garanhuns (5,0), Jucati (5,1), Lajedo (5,0), Nazaré da Mata (5,2), São José do Egito (5,4), Solidão (5,1), Surubim (5,0), Terra Nova (5,1), Timbaúba (5,1), Triunfo (5,0), Vertentes (5,2) Vertentes do Lério (5,2), Santa MAria da Boa Vista (5,0), Jupi (5,0) e Jucati (5,1). A cidade do Recife obteve 4,3, superando a meta de 4,2 projetada para o ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também