Com a conquista da medalha de ouro, Rebeca Andrade alcança melhor desempenho individual do Brasil numa Olimpíada

Com a conquista histórica da medalha de ouro na ginástica feminina, Rebeca Andrade também se tornou a detentora do melhor desempenho individual do Brasil em uma Olimpíada. Com o ouro e uma prata, a atleta superou uma marca que já durava 101 anos.

Rebeca superou o desempenho de Guilherme Paraense, na Antuérpia-1920, que conquistou um ouro na pistola rápida de 25m e um bronze por equipes na pistola livre de 50m.

O canoísta Isaquias Queiroz é dono de três medalhas no Rio-2016 (duas pratas e um bronze),  mas não tem o ouro, que é o critério utilizado para determinar o desempenho de atletas e países.

Rebeca ainda vai disputar mais uma medalha no solo, nesta segunda-feira (02). Caso alcance o pódio, ela vai se igualar a Isaquias Queiroz em número de medalhas numa única edição olímpica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: ocupação de leitos de UTI em Juazeiro (BA) fica em 35% neste sábado (25)

Juazeiro não registrou novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Também não houve óbit…