Bolsonaro critica vice-presidente após fala sobre conflito entre Ucrânia e Rússia

A manifestação do vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), sobre o conflito entre Ucrânia e Rússia foi criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). O general foi o primeiro integrante do alto escalão brasileiro a comentar a situação “tem que haver uso da força e apoio à Ucrânia”, mas a sua postura, segundo o Chefe do Executivo, contraria o que diz a constituição.

“Deixar bem claro: o artigo 84 da Constituição diz que quem fala sobre esse assunto é o presidente. E o presidente chama-se Jair Messias Bolsonaro. E ponto final. Com todo respeito a essa pessoa que falou isso — e falou mesmo, eu vi as imagens — está falando algo que não deve. Não é de competência dela. É de competência nossa”, disse Bolsonaro durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

O presidente brasileiro, por sua vez, não comentou o conflito no Leste Europeu até a noite desta quinta-feira, quando se limitou a dizer que o governo quer a paz.

“Só para vocês terem uma ideia. Não é combinado, é acertado naturalmente. Quando é que eu falo qualquer coisa sobre esse problema Rússia e Ucrânia? Eu falo depois de ouvir o ministro Carlos França, das Relações Exteriores, e o da Defesa, Braga Netto. E ponto final. Se for o caso, convido mais algum ministro para a gente tomar uma decisão”, afirmou durante transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite de quinta-feira (24).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência energética a partir desta sexta (1º)

A partir de nesta sexta-feira (1º), todos os refrigeradores que chegarem ao comércio brasi…