Bolinha vermelha no mapa do aplicativo DYCOVID  se refere a zona de risco e não indica pessoas infectadas pelo coronavírus,  afirma Gerente de Inovação do Ministério Público de Pernambuco

O Gerente de Inovação do Ministério Público de Pernambuco, Roberto Arteiro,  afirmou na manhã desta sexta-feira (29), durante entrevista ao Programa Edenevaldo Alves (Petrolina Fm) que as bolinhas vermelhas que aparecem no aplicativo  Dycovid – Dynamic Contact Tracing não indicam pessoas infectadas e sim regiões de risco do coronavírus.

Ele salientou que através do   mapa o usuário poderá ter um panorama geral do risco encontrado em diversas regiões da cidade e, principalmente, nas proximidades.

“O mapa serve para que as pessoas entendam qual o risco de eu ter contato com a doença. As bolinha não são pessoas. Não é uma pessoa que tá ali. Para que uma região fique pintada de alguma cor,  tem que existir ali um conjunto de pessoas que tenham o aplicativo. Ele calcula uma média e diz que aquela região tem a chance de você ter contato com a doença”, explicou.

O gerente destacou que no município de Petrolina mais de 30 mil pessoas baixaram o aplicativo e que   a função do DYCOVID é atualizar o mapa a cada 10 minutos para indicar o nível de risco, de forma anônima,  para a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Gil do Vigor vai à Ilha do Retiro e recebe camisa personalizada do Sport

O Pernambucano Gilberto Nogueira, mais conhecido como Gil do Vigor, um dos principais nome…