Baixas temperaturas: População de Petrolina (PE) é alertada sobre cuidados para a prevenção de doenças

A estação mais fria do ano já começou, e algumas doenças características desse período começam a aparecer, como gripes, resfriados, pneumonias, rinites alérgicas, entre outras. Por isso, a Prefeitura de Petrolina alerta a população sobre os cuidados com a higiene para evitar a disseminação dessas doenças, principalmente as respiratórias.

Nessa época do ano, para se proteger de temperaturas mais baixas, as pessoas tendem a ficar em locais fechados, sem ventilação, aumentando as chances de infecção por vírus. O médico infectologista da Secretaria de Saúde, Samuel Ricarte, explica que não é o frio que causa essas doenças. “Não é porque as temperaturas estão baixas que pegamos gripes ou resfriados. A verdade é que quando sentimos frio, as pessoas costumam ficar em ambientes mais fechados e agrupadas, o que facilitaria a disseminação dessas viroses através do contato próximo ao falar, espirrar ou tossir, basta ter uma pessoa sintomática “, destaca.

Vale ressaltar que também existem doenças que estão atreladas, diretamente, às questões climáticas e ambientes mais secos, como por exemplo, asma, rinite e algumas alergias respiratórias. O médico ainda dá dicas de como a população pode se prevenir dessas doenças. “Já se discutia amplamente a importância de higienizar as mãos e com a pandemia isso foi intensificado. Manter a higienização e de ter cuidado com o distanciamento social também são válidos para gripes e resfriados. Manter os ambientes ventilados e evitar aglomerações, beber no mínimo dois litros de água, buscar uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas é fundamental, pois ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Essas são algumas atitudes que ajudam a prevenir algumas doenças” explica.

Essas doenças infecciosas como gripe, pneumonias e covid-19, podem causar uma série de sinais e sintomas desde os mais leves, como coriza e mal-estar, até quadros extremamente graves que precisam de internação. Por isso, se houver a persistência dos sintomas, a orientação é procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser avaliado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Unimed Vale do São Francisco homenageia o Dia do Médico com palestra sobre sexualidade

Desconhecimento, preconceito, independência e maturidade sexual da mulher. A Unimed Vale d…