Arcebispo critica “escalada de autoritarismo” no Brasil, e conclama igreja a se posicionar em defesa da fé cristã

O  arcebispo da Igreja Episcopal Carismática do Brasil,  Paulo Garcia, utilizou o púlpito durante o culto de domingo (22), para se posicionar  contra o que ele chama de “escalada de autoritarismo nunca vista” e também  aproveitou para conclamar a igreja a tomar um posicionamento em defesa da fé cristã.

O líder religioso afirmou que não quer ser omisso às tomadas de decisões dos poderes, e alertou  que parece que não há mais segurança jurídica no país e que direitos individuais estão sendo suprimidos. “Quem emitir opinião diferente de um sistema composto por pessoas que não foram eleitas para nos governar, está sujeito a perseguição e prisão”, desabafou.

Dom Paulo Garcia também  afirmou que além de jornalistas independentes, escolas e  lideranças religiosas estão sendo impedidas de manifestar com liberdade suas  opiniões. “Recentemente um Colégio em Aldeia – Camaragibe, Pernambuco – foi ridicularizado pela mídia por se posicionar a favor dos valores cristãos. Há poucos dias o Pastor Jorge Linhares, em Belo Horizonte, foi convocado a se apresentar perante uma autoridade para se explicar porque afirmou que só existe o sexo masculino e feminino”, disse.

O arcebispo finalizou o discurso reforçando que se as coisas continuarem  como estão, em breve  a igreja pode ser impedida de falar de Jesus e proclamar as Boas Novas do Evangelho . “Se não falarmos, muito em breve seremos proibidos de declarar a nossa fé, até mesmo nas igrejas”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem finge ser cadeirante e pede esmolas em semáforo no centro de Juazeiro (BA) ; veja o vídeo

Um homem, que ainda não foi identificado, fingiu ser deficiente físico e cadeirante para p…