APA conquista o 2° e 3° lugar da Maratona Internacional de João Pessoa

Os atletas da Associação Petrolinense de Atletismo (APA), Justino Pedro e Edson Amaro conquistaram o 2° e 3° lugar, respectivamente, da 1ª Maratona Internacional de João Pessoa. A competição, que aconteceu neste domingo (31), foi vencida pelo queniano Bernard Kipsang.

Com o percurso de 42km, a competição contou com a participação de cerca de 3 mil atletas e impôs grandes dificuldades aos corredores. Justino Pedro, que sofreu com cãibras a partir da metade da prova, valorizou muito a conquista do 2º lugar.

“Correr maratona não é fácil. Fui bem até os 26 km mais ou menos, quando comecei a sentir cãibras. Depois dei uma parada e retomei novamente, depois parei de novo e fui voltando, parando e voltando. Sofri muito, foi muito difícil. Mas graças a Deus consegui o 2º lugar. Estou muito feliz”, destacou o vice-campeão da prova.

Edson Amaro, 3º colocado, também exaltou a conquista de um lugar no pódio. Segundo o atleta, a prova foi uma das mais difíceis que já participou.

“Foi uma prova de superação, mas eu pude me sair bem. Não consegui o primeiro lugar, mas entramos entre os três primeiros com o 2º e 3º lugar para a equipe APA. Acredito que meu desempenho foi um dos melhores possíveis diante das dificuldades que a prova apresentou como o clima, umidade, nível técnico. Estamos de parabéns e feliz com o resultado”, avaliou Edson.

Agora a dupla foca nos treinos de olho na disputa da Maratona Internacional do Rio de Janeiro. A competição acontece no dia 15 de novembro.

Prova de 5km

Na prova de 5km, a APA teve dois campeões. No masculino, o atleta Rafael Silvestre conquistou o 1º lugar. Já no feminino (PCD), a grande campeã foi a paratleta Angelina Nascimento da Silva. (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Hospital Dom Tomás realiza primeira cirurgia de câncer de estômago após  voluntariado da equipe cirúrgica e doações de materiais

O Hospital Dom Tomás, em Petrolina (PE), realizou a primeira cirurgia de  câncer de estôma…