Adolescente de Ibimirim (PE) com suspeita de hepatite grave evolui bem após transplante

A adolescente de 14 anos, que recebeu transplante de fígado na última sexta-feira (20) com quadro suspeito de hepatite grave de origem desconhecida, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (HUOC/UPE).

De acordo com boletim médico divulgado nesta segunda-feira (23), o quadro clínico da adolescente evoluiu favoravelmente. “Nesta segunda-feira (23), a paciente continua apresentando melhora gradual”, disse o hospital no texto.

A menina deve passar entre esta segunda e a terça-feira (24) por um pequeno procedimento cirúrgico. Para a quarta, a equipe médica entrará com m processo de extubação da garota.

Ao longo da semana, a equipe irá avaliar uma possível alta da UTI.

Durante o fim de semana, o hospital informou que exames laboratoriais indicaram que o fígado, assim como os demais órgãos, já funcionam adequadamente.

Caso foi o sexto provável notificado no Estado

O caso da adolescente foi notificado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) ao Ministério da Saúde.

Ela reside em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco, e foi internada no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste, na última segunda-feira (16). A menina foi em seguida transferida para o Hospital Oswaldo Cruz, no Recife.

A menina apresentou sintomas de vômito, icterícia e colúria (urina escura), com o quadro agravando nos dias seguintes, evoluindo para uma encefalopatia hepática.

Transferida para o Recife, a adolescente passou a ser prioridade na lista de transplante de fígado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Plantio de mudas dá início a projeto para recuperação da nascente do Munduri em Jaguarari (BA)

O plantio de mil mudas de árvores nativas da Caatinga, marcou no último sábado (02), no mu…