Quadrilha que atuava em três estados é desarticulada. Mandados de prisão foram cumpridos em Pernambuco

0

operacao1

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) desarticulou, na manhã desta terça-feira (23), uma quadrilha que atuava no roubo de carros e assaltos a veículos de carga nas BRs 101 e 104, em Alagoas, Paraíba e Pernambuco. O grupo criminoso era formado por sete pessoas, sendo quatro deles da mesma família. Quatro integrantes da quadrilha foram presos durante operação denominada Cleptus e os outros três já estavam detidos. Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Pernambuco e Alagoas.

De acordo com a polícia, a quadrilha roubava carros para então assaltar veículos de carga nas rodovias. Eles utilizavam bloqueadores de sistemas de rastreamento, utilizados como medida de segurança pelas transportadoras de cargas. Em algumas situações, drogavam as vítimas, que ficavam desacordadas e eram abandonadas em locais de difícil comunicação.

O grupo criminoso era comandado, de dentro da cadeia, por um pernambucano de 39 anos, que comprava drogas com o dinheiro da venda dos produtos roubados. O filho mais velho dele, um jovem de 23 anos, também preso, intermediava a compra dos entorpecentes. O mais novo, de 21 anos, além de atuar diretamente nos assaltos, fazia o transporte das drogas em ônibus interestaduais. Ele foi flagrado com cerca de R$ 80 mil em pasta base de cocaína durante abordagem da PRF na BR-101, em Alagoas, onde permanece preso.

Ainda segundo a polícia, a esposa de 37 anos e a amante de 39 anos do pernambucano ajudavam na logística das ações criminosas, além de ocultarem os produtos roubados, intermediarem a venda de armas e depositavam o dinheiro para a compra de drogas. Em Pernambuco, além da amante, foi preso um homem de 50 anos. Já em Alagoas, a esposa e um homem de 28 anos também foram detidos.

Com o grupo, a polícia encontrou três veículos roubados, sendo dois carros e uma motocicleta, quatro máquinas fotográficas, um revólver calibre .38, diversos cartões bancários, cinco celulares, dois equipamentos de som automotivo, um notebook e uma carga de cigarros. As fichas policiais dos integrantes da quadrilha incluem passagens por homicídio, roubos, tráfico de drogas, receptação, adulteração e uso de documento falso.

A operação Cleptus começou a ser planejada em março, após assalto a um carregamento de cigarros na BR 101, da fronteira de Alagoas e Pernambuco. A quadrilha conseguiu cerca de R$ 60 mil com o produto desse crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Aqui Cada Leitor Vira um Repórter”: “Parece um lixão!”, diz leitor sobre Cemitério Campo da Paz em Petrolina

Sacolas plásticas, embalagens de garrafas descartáveis, restos de velas, folhas, galhos de…