Projeto propõe fim da propaganda eleitoral no rádio e na TV

1

propaganda

O fim da propaganda eleitoral no rádio e na televisão é o que propõe o projeto apresentado pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF) no Senado. A criação do dispositivo surge da ideia do senador de que a grave crise política vivida atualmente requer a adoção de medidas que representem mudanças concretas nas instituições políticas e a extinção da propaganda eleitoral no rádio e na televisão significará a redução expressiva dos custos de campanha e maior igualdade entre os partidos e candidatos concorrentes, durante as eleições.

Para o senador, o marketing utilizado na propaganda eleitoral veiculada no rádio e na televisão estimula os candidatos a apresentarem cenários que, muitas vezes, não correspondem à realidade socioeconômica vivida pela sociedade e são passíveis de contribuir para distorções e manipulações do processo eleitoral, conforme apontam diversos analistas.

Além disso, a campanha das ruas perdeu seu espaço: “é preciso estimular os partidos e candidatos a voltarem às ruas para um contato maior com a população, o que está deixando de ocorrer em face do excesso de ‘marketagem’ promovido pela propaganda no rádio e na televisão. “Já os debates televisivos, segundo o projeto, não devem acabar”, afirmou Cristovam.

Por outro lado, na opinião do senador, não haverá grande perda de espaço para o debate político, pois, além do contato nos comícios e nas ruas, a internet continuará com o seu papel fundamental de informar: “Hoje boa parte do debate político é travado por intermédio das redes sociais”, conclui o senador. Ainda conforme o projeto, os partidos permanecerão com direito ao acesso gratuito ao rádio e à televisão em período não-eleitoral, para apresentar seus programas partidários, conforme determina a Constituição Federal. (Do Senado).

1 Comentário

  1. Sérgio Araújo

    24 de abril de 2015 em 07:46

    Tem que acabar mesmo com a propaganda eleitoral pois custa quase 1 bilhão de reais a Nação na forma de isenção fiscal às grandes redes de comunicação, além claro, de torrar a nossa paciência!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Temer exonera 8 ministros com mandato na Câmara para votação da 2ª denúncia

Para barrar a segunda denúncia que tramita contra ele na Câmara, o presidente Michel Temer…