Paulo critica greve de professores e pede compreensão a policiais militares

0

camara1

O governador Paulo Câmara (PSB) celebrou a redução no número de homícidios em Pernambuco, mas pode ter outra dor de cabeça na área de segurança. Isso porque o presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), Alberrison Carlos, já sinalizou que a categoria está insatisfeita com o anúncio de que não haverá reajuste salarial e não está disposta a esperar para negociar. Apesar dessas pressão, o socialista reforçou nesta sexta-feira (5) que não há margem para aumento de salário.

“Estamos conversando com todas as categorias, colocando essa situação que o Estado passa, que entendemos ser momentânea. Fizemos o que era possível ser feito no âmbito da Polícia. Vamos continuar conversando. O governo não vai parar de dialogar, de sentar na mesa, de mostrar os números, de ouvir. Agora a situação está posta. Tivemos um primeiro quadrimestre e isso nos impede de avançar em questões salariais”, falou o governador.

Para Paulo, a greve é prejudicial para o Estado e para os servidores para resolver a situação das categorias. Ele comentou a paralisação dos professores. “Não é o melhor caminho fazer greve, greve só prejudica os alunos, não vai melhorar a situação financira do Estado e nem os salários dos professores. O Estado chegou a um limite máximo que podia chegar das promoções que foram colocadas na mesas. Infelizmente, o sindicato decidiu voltar à greve. A gente espera que a situação se normalize. Temos condições de continuar discutindo o futuro, tenho compromisso com os professores e com a educação”, disse.

Paulo declarou que o Estado está indo em busca de recursos e descartou novos cortes no custeio da máquina estadual por meio do Plano de Contigenciamento de Gastos (PCG). “Estamos com R$ 330 milhões cortados. Por enquanto a situação ainda é de equilíbrio. A gente espera que se mantenham as nossas projeções até o fim do ano. E não havando mais frustração a gente fica por aí (nos cortes)”, destacou. (JConline).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Nossa expectativa é fazer mais com amor, com dignidade, com respeito ao cidadão”, diz prefeito de Petrolina, Miguel Coelho

Pra mostrar que não quer apenas festas para Petrolina, o prefeito Miguel Coelho bateu papo…