Para acompanhar de perto a situação das cidades da Mata Sul mais afetadas pelas fortes chuvas dos últimos dias, o governador Paulo Câmara visitou, nesta segunda-feira (29.05), os municípios de Barreiros, Belém de Maria e Palmares, onde conversou com a população e com os prefeitos para conhecer as demandas prioritárias de cada localidade. Nos três municípios – assim como os demais onze que estão em estado Calamidade – estão sendo instalados Gabinetes de Crise, unificando o trabalho do Governo do Estado no enfrentamento às fortes chuvas que caíram no ultimo final de semana.

“A gente precisa estar em alerta máximo. Temos 14 escritórios disponibilizados nos municípios em estado de Calamidade, então, vai ter gente sempre de prontidão da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, Saúde, Assistência Social e Habitação. Nesse momento, o que nós queremos e temos que fazer de imediato é reestabelecer os serviços de água e energia, e ajudar na limpeza das cidades e na remoção dos entulhos”, frisou Paulo Câmara.

O governador ressaltou ainda que as parcerias com os municípios também estão sendo reforçadas para oferecer toda a assistência necessária à população prejudicada. “Estamos também reforçando a questão humanitária. Está sendo enviado aos municípios um conjunto assistencial com colchões, água e alimentos de pronto consumo, medicamentos e tudo o que for necessário para minimizar os transtornos causados pelas enchentes”, salientou, completando: “Eu vi a situação complicada dos municípios. Vi a destruição, principalmente nas localidades mais próximas do rio. E o nosso esforço precisa ser redobrado a partir de agora”.

O prefeito de Palmares, Altair Junior, explicou sobre os trabalhos desenvolvidos no município. “Desde ontem, nós estamos com equipes da Defesa Civil acompanhando a situação, tirando as pessoas das áreas de risco, que são as partes mais baixas da cidade – os bairros Santo Onofre, Pedreiras e Cohab I -, além do centro comercial. Hoje, começamos a operação limpeza, e vamos continuar trabalhando”, detalhou.

O gestor municipal ressaltou ainda que toda a equipe está empenhada em oferecer a assistência necessária aos desabrigados. “Temos várias pessoas abrigadas em escolas locais, recebendo alimentação, colchão e assistência médica. A nossa maior dificuldade, nesse momento, é chegar nas áreas rurais, fazendo esse levantamento para saber quantas pessoas da Zona Rural estão precisando de abrigo”, disse.

Até momento, o Governo de Pernambuco contabiliza dois óbitos, 2.279 desabrigados (abrigados em prédios públicos), e 33.625 (desalojados, abrigados em residências de parentes e amigos), após os dois de chuvas intensas na Mata Sul e parte do Agreste.

Acompanharam o governador Paulo Câmara nas visitas desta segunda-feira o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; os secretários estaduais Nilton Mota (Agricultura e Reforma Agrária), Iran Costa (Saúde), Frederico Amâncio (Educação), o chefe da Casa Militar, coronel Eduardo Pereira; o presidente da Compesa, Roberto Tavares; o deputado federal João Fernando Coutinho; o deputado estadual Clodoaldo Magalhães; e secretário executivo de Recursos Hídricos, coronel Mário Cavalcanti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Polícia prende no Maranhão (MA) dois homens com mais de 100 quilos de maconha; Droga vinha de Petrolina

Policiais Militares do 18º BPM lotados no Quartel de Santo Antônio dos Lopes no Maranhão (…