Formas de acesso à UNIVASF são discutidas na Câmara de Vereadores de Juazeiro

0

estudantes

Com o auditório da Casa Aprígio Duarte lotado de jovens, a presença do Pró-reitor de Ensino da Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF, Leonardo Rodrigues Sampaio, presidida pelo Vereador Adriano Amorim Bastos (Sargento Bastos – PROS) e como Secretário o Vereador Anderson Alves (Anderson da Iluminação – PP), a Câmara de Vereadores de Juazeiro realizou na manhã desta sexta-feira (22/05) sessão especial para discutir novas formas de acesso à universidade.

Considerando-se “eternamente estudante”, o professor Adilson, do Colégio Dom Avelar, citou o fato de alunos que se dedicam e não conseguem acesso à Universidade e que a proposta dos bônus, ao aumentar o número de estudantes de Juazeiro e Petrolina na UNIVASF, faria com que muitos dos formados continuassem na região “fomentando o progresso e o desenvolvimento”.

Celso Guerreiro, professor do Colégio Ruy Barbosa, “alegre, por estarmos aqui, em busca destes bônus, mas ao mesmo tempo entristecido porque esta Casa poderia não caber as pessoas que serão beneficiadas com esta proposta”, discorreu sobre a importância dos bônus para fixar o “filho da terra… que tem muito mais razões para continuar a trabalhar na sua cidade… dificilmente aquele jovem que vem de outras cidades e termina sua faculdade aqui permanecerá…”

O CPM – Colégio da Polícia Militar de Juazeiro foi representado pela subtenente Ana Maria, que, didática, disse “imaginei que bônus eram cotas. Se somos favoráveis a cotas, imagine como defenderemos o sistema de bônus”.

Falou pela UES – União dos Estudantes do Sertão Ícaro Amorim e Lucas Alcântara. “Hoje eu vim aqui não como Lucas. Vim como Lívia, como Mateus, como Paulo, vim aqui como estudante do sertão… Vim aqui reivindicar um direito do cidadão, um direito do estudante do sertão…”, complementado por Ícaro: “Não adianta romantizar que todas as regiões do Brasil tem condições iguais de saúde, segurança e principalmente educação… Como a UNIVASF vai ter seu papel social cumprido se o aluno da região não está entrando na faculdade?…

Ovacionada e aplaudida, Meyre Anne Saraiva, professora do IF Sertão e do Cursinho BIos, durante 20 minutos fez uma defesa apaixonada do sistema de bônus e encerrou: “10 ou 20 por cento é muito pouco! A UNIVASF não vai ser cheia de alunos incompetentes não; vai ficar cheia de sertanejos que vão amar estar aqui, amar a UNIVASF e vão fazer a UNIVASF ser maior do que ela já é! ”

Didático, claro, objetivo  e com dados, “que podem ser acessados por qualquer pessoa e auditados” se assim for o desejo, o Professor Leonardo Rodrigues Sampaio, pró-reitor de ensino da UNIVASF iniciou seu pronunciamento agradecendo o convite do Vereador Sargento Bastos e registrando a “satisfação da Universidade estar aqui, discutindo com a Câmara de Vereadores e também a população da região a possibilidade de inclusão de mais uma política afirmativa na instituição”, mas, fundado nos dados que expôs não alimentou esperanças: “Antes da gente discutir regionalização ou cotas a gente precisa também pensar no tamanho, na importância e na visualização que a instituição tem na região”, disse, depois de mostrar que a UNIVASF, em dez anos, já atinge 255 municípios do semiárido, tem mais de 1.300 alunos nos seus 26 cursos de graduação e chegou a ter mais de 50 mil candidatos às vagas que oferta ou, em outras palavras, a região Nordeste não se restringe a Juazeiro e Petrolina.

Lembrando que a UNIVASF destina 50% de suas vagas a estudantes oriundos da escola pública, Leonardo Sampaio disse que “93% dos inscritos são da região Nordeste” e “mais e 90% dos estudantes são da região nordeste e destes 87% dos estados da Bahia, Pernambuco e Piauí”.

O Professor disse que a discussão sobre bonificação deverá entrar na pauta do Conselho em junho, mas, “com certeza” a Universidade, com o conjunto de políticas afirmativas que executa, está cumprindo o que foi determinado na lei de sua criação de oferecer ensino de qualidade à região nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Professores contratados da rede municipal de Petrolina realizam manifestação em frente a prefeitura

Na manhã desta sexta-feira (15), os professores contratados da rede municipal de ensino de…