Brasil perde 661 vagas com carteira assinada em junho

0

Pela primeira vez em 2018, as demissões superaram as contratações no mercado de trabalho formal em junho. O resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) ficou negativo em 661 vagas no mês passado, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (20).

Nos meses anteriores, o mercado de trabalho formal já mostrava forte desaceleração, mas ainda tinha um saldo positivo – ou seja, as contratações superavam as demissões. Em maio, o Brasil registrou a criação de 33,7 mil trabalhos com carteira assinada, que tinha sido o menor saldo em 2018.

O saldo de junho teria sido ainda pior sem as vagas intermitentes. O resultado divulgado pelo governo considera um saldo positivo de 2.688 vagas de trabalho nessa modalidade. Sem considerá-los, o saldo fica negativo em mais de 3 mil postos.

A Folha de S.Paulo revelou que o governo tem incluído os intermitentes na estatística de emprego mesmo sem saber se de fato trabalharam. Desde novembro, os contratos de intermitentes têm aumentado o resultado geral do Caged.

Essa modalidade, criada pela reforma trabalhista, também é conhecida como zero hora, já que não prevê uma jornada fixa. A lei trabalhista foi alterada com o argumento de estimular a criação de empregos no país.

O desempenho do Caged foi pior que em junho de 2017, quando o saldo foi positivo, com 9.821 novas contratações.

No mês passado, a indústria de transformação e o comércio foram os setores que mais encerraram vagas. Cada um deles fechou mais de 20 mil postos. A agropecuária, por outro lado, garantiu um saldo positivo de 40.917.

No acumulado no primeiro semestre de 2018, o saldo de criação de emprego está positivo em 392,5 mil vagas. Em 12 meses, o resultado é de uma criação de 280 mil vagas.

No fim de 2017, as estimativas apontavam a criação de cerca de 1 milhão de novos postos com carteiras. Desde março, no entanto, a desaceleração tem sido tão brusca que, mantido o ritmo registrado a partir daquele mês, o mercado de trabalho pode fechar 2018 com um saldo líquido de apenas 220 mil vagas com carteira, segundo levantamento da LCA Consultores feito com exclusividade para a Folha de S.Paulo. (Folha PE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Mais 500 estudantes são beneficiados pelo projeto ‘Leitura Atuantes’ da 73ª CIPM de Juazeiro

Os policiais da 73ª CIPM, comandada pelo Major PM Eduardo Almeida Cunha, realizaram, no pe…