Após fortes chuvas, Governo de Pernambuco faz balanço das intervenções em Bodocó (PE)

0

Após mais de uma semana das fortes chuvas em Bodocó, no Sertão do Araripe, o Governo de Pernambuco fez um balanço das intervenções no município. No início da operação, a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) chegou a registrar 176 famílias desabrigadas e 55 desalojadas. Na sexta-feira (20), já não havia mais registros de desabrigados e desalojados. A Codecipe também constatou que o abastecimento de água e a eletrificação estavam normalizados desde o último domingo (15).

O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) abriu um acesso a Ouricuri, por meio de uma via pela zona rural, permitindo que o encaminhamento dos pacientes de Bodocó, Granito, Moreilândia e Exu ao Hospital Regional de Ouricuri fosse restabelecido. No início da semana, o Hospital Santa Maria, localizado em Araripina, atuou como suporte às gestantes encaminhadas de Bodocó. E os casos de urgência e emergência dos moradores de Bodocó, Exu, Granito e Moreilândia foram atendidos pelo Hospital Regional de Salgueiro.

Durante a semana, as equipes da Secretaria de Saúde de Pernambuco, por meio da Vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária, da IX Gerência Regional de Saúde (Geres), prestaram apoio técnico ao município e, em conjunto, visitaram os abrigos montados na cidade para dar orientações sobre a limpeza das casas, manipulação de alimentos nas áreas afetadas pelas chuvas, descarte de objetos, além de terem realizado avaliação das manifestações clínicas entre os desabrigados, orientando sobre os sinais e sintomas de doenças e agravos. Foram vacinados 219 pessoas contra hepatites, difteria e tétano e realizados 200 testes para hepatites; e foram distribuídos 1,4 mil unidades de hipoclorito de Sódio, utilizado para purificar a água para consumo. Também foram encaminhadas doses de insulina, a pedido do município.

As aulas na Escola de Referência em Ensino Médio Artur Barros Cavalcanti, no centro da cidade, retornaram na terça-feira (17). A Escola Estadual João Carlos Lócio de Almeida, também no centro, está passando por um processo de limpeza durante esta semana e voltará às atividades nesta segunda-feira (23). Já na Escola Estadual Luiz Gomes de Lins, localizada na zona rural, distrito de Sipaúba, as aulas serão retomadas assim que o acesso viário for restabelecido, permitindo que os professores consigam chegar ao distrito. O DER fez uma avaliação preliminar desse acesso e o tráfego poderá ser liberado nesta semana. Um calendário de reposição das atividades escolares já está sendo organizado.

Quanto a ponte sobre o Rio Pequí, a equipe técnica do DER e de engenharia da Codecipe avaliaram que o equipamento, com 40 metros de extensão, possui uma rachadura na laje do vão central, o que compromete totalmente a sua estrutura. Não há previsão para liberação do tráfego no local nem para circulação de pedestres. No entanto, a Codecipe enviou um ofício à Secretaria de Defesa Civil Nacional solicitando apoio do Exército na colocação de uma ponte móvel provisória.

Até a normalização desta área, a rota alternativa mais curta e viável para receber o fluxo de veículos é utilizar a rodovia PE-560, estrada de terra que liga Bodocó até o distrito de Estaca, chegando à rodovia BR-316, trecho com extensão de 20 km. Anteriormente, liberada apenas para veículos pesados, a via já está sendo utilizada por veículos de pequeno porte. O DER está executando serviços de drenagem neste trecho com o objetivo de evitar que haja acúmulo de água em decorrência das chuvas e, consequentemente, o bloqueio da via. Essa rota aumenta em 23 km o percurso para quem segue de Bodocó para Ouricuri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

A Polícia Federal (PF) abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais no primeiro …