Vitória histórica: Salgueiro vence nos pênaltis e é campeão pernambucano de 2020

0

Em um equilíbrio que perdurou por 180 minutos, o Salgueiro conquistou o Campeonato Pernambucano de 2020 ao vencer o Santa Cruz na disputa de pênaltis por 4×3, na noite desta quarta-feira (5), no Arruda, após o 0x0 no tempo regulamentar – houve empate por 1×1 na primeira partida, em Salgueiro. A conquista do time sertanejo leva o troféu de campeão estadual ao interior de Pernambuco pela primeira vez na história.

O primeiro tempo teve oportunidade para os dois lados. Aos 17 minutos, Jeremias arrancava para dentro da área quando foi derrubado por Daniel Nazaré a poucos centímetros da linha da grande área. Na cobrança de falta, Pipico mandou em cima da barreira.

A essa altura da partida, o Santa mantinha um pouco mais de volume de jogo, mantendo a bola mais tempo sob sua posse e rondando a área sertaneja. Aos poucos, o Carcará conseguiu adiantar suas linhas de marcação e conseguir finalizar. Aos 33, Renato Henrique bateu cruzado de fora da área, passando muito perto da trave esquerda de Maycon Cleiton. Jeremias respondeu na mesma moeda apenas dois minutos depois e Tanaka fez grande defesa.

Veio o segundo tempo e o mesmo equilíbrio do primeiro fez-se presente. Quem primeiro deu susto foi Ciel, aos 18 minutos cobrando falta de longe. Maycon afastou o perigo de soco. Aos 20, o Santa, em jogada ensaiada, ficou muito perto, quando William Alves finalizou frente a frente com Tanaka, que segurou.

O Tricolor parou novamente no goleiro salgueirense aos 32 minutos quando Paulinho chutou de longe. A bola desviou na defesa e sobrou par Didira mandar a queima-roupa. O camisa 1 do Carcará tirou com a perna.

Com a igualdade persistente, a definição foi para as penalidades. O primeiro a bater foi Pipico, que converteu e abriu com vantagem para os corais. Experiência de um lado e do outro. Ciel bateu o primeiro para o Salgueiro e deixou tudo igual.

Danny Morais, Alisson, Toty e Dadinha deixaram a disputa em 3×3. Victor Rangel foi para a cobrança pelo Santa e mandou por cima. Raniere teve a chance de virar, mas parou nas mãos de Maycon Clayton. No último pênalti tricolor André acertou o travessão. A história estava nos pés de Muller, que mandou no canto e confirmou o título do Carcará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também